Varejo

Ponto de Equilíbrio no E-commerce

Conheça as etapas de crescimento de uma loja virtual, os custos principais envolvidos na sua operação e como calcular o ponto de equilíbrio no e-commerce.

Navegue pelo texto

Ter um e-commerce bem-sucedido não é fácil. E um ambiente tão concorrido quanto a internet torna as coisas ainda mais difíceis do que no varejo tradicional.

Mas como medir esse sucesso de forma objetiva? Existem muitas variáveis que precisam ser consideradas, mas um indicador fundamental para essa avaliação é o chamado ponto de equilíbrio.

Trata-se do ponto em que a empresa consegue arcar com todos os seus custos por conta própria, isto é, sem acumular dívidas e sem a necessidade de aportar mais capital.

Neste post, vamos entender mais sobre a questão financeira e como calcular o ponto de equilíbrio no e-commerce. Boa leitura!

Etapas de crescimento do e-commerce

Podemos dividir a jornada de crescimento de um e-commerce em três etapas:

Início

A loja é lançada, a marca ainda é desconhecida do público e não há uma base de clientes estabelecida. Para crescer, praticamente todo o investimento é dedicado a estratégias de marketing, sobretudo no meio digital.

É preciso expor a marca para seu público-alvo e atrair visitantes para o site para gerar as primeiras vendas e já começar um movimento de indicação para outras pessoas e retenção desses clientes.

Neste momento, geralmente, o e-commerce não é lucrativo. Muitas vezes, a empresa começa sua jornada no negativo. Por isso que, para alcançar o sucesso, é importante ter um bom capital inicial que sustente as operações.

Equilíbrio

As estratégias de divulgação começaram a dar resultado e a marca ganhou tração junto ao público. O site já tem um bom número de visitas mensais e a loja já possui seus primeiros clientes recorrentes, o que deixa a receita mais robusta.

Os custos com marketing podem ser reduzidos e a empresa já tem rentabilidade o suficiente para cobrir seus custos fixos e manter sua operação.

Esse é o momento de consolidação do e-commerce, em que se comprova a efetividade das ações e estratégias; a empresa segmentou o público certo, seus produtos estão atendendo as necessidades dos clientes e o negócio está sendo bem administrado.

Maturidade e expansão

Uma vez atingido o ponto de equilíbrio no e-commerce, a empresa tem a certeza de que seus processos funcionam bem e que sua estrutura está consolidada.

Atingiu-se um ponto em que sobra dinheiro em caixa. Portanto, a partir deste momento, é possível pensar na expansão dos negócios. Aqui também marca um ponto de inflexão, onde os sócios da empresa começam, de fato, a colher os frutos do seu trabalho.

Principais custos e-commerce

Para calcular o ponto de equilíbrio no e-commerce e saber em que momento sua empresa começou a se tornar sustentável, é preciso conhecer os principais custos que envolvem essa atividade.

Destacamos:

  • Custos fixos: todas as despesas necessárias para manter o negócio em funcionamento, desde as ferramentas (ERP, CRM etc.) vai usar até o aluguel de imóveis e contas de água, luz, internet, entre outros.
  • Tributos: ICMS, PIS, COFINS, ISS, IPI, entre outros.
  • Marketing: remuneração do time, contratação de agência, investimento em mídia paga.
  • Adquirente e gateway de pagamento: serviços necessários para operações com cartão e boleto, além do adiantamento de pagamentos feitos a prazo.
  • Sistema antifraude: necessário para evitar golpes e garantir a segurança das operações.
  • Plataforma: onde a loja será hospedada. Além da mensalidade, pode haver cobrança de comissão sobre vendas.
  • Parceiros logísticos: muitas vezes, é necessário subsidiar parte do custo do frete para atrair novos clientes.
  • Estoque: espaço para armazenamento, seguros contra roubo e extravio, entre outros.

Cálculo do Ponto de Equilíbrio no e-commerce

Conhecer esses gastos é fundamental para poder calcular o ponto de equilíbrio no e-commerce. Isso porque, para fazer as contas, vamos precisar das seguintes informações:

  • Preço de venda médio dos produtos;
  • Custo médio dos produtos (valor pago ao fornecedor);
  • Custos variáveis (taxas, comissões, impostos etc.));
  • Custos fixos.

Com esses dados em mãos, faremos dois cálculos:

Margem de contribuição:

MC = preço de venda - custo do produto - custos variáveis

Observação: veja que a margem de contribuição nada mais é do que o valor que sobra após uma venda. Ela é utilizada para cobrir os custos fixos e remunerar os sócios.

Ponto de equilíbrio:

PE = (custos fixos / margem de contribuição) x preço de venda

Exemplo:

  • Preço de venda médio: R$ 100.
  • Custo médio do produto: R$ 50.
  • Custos variáveis: R$ 25.
  • Custos fixos: R$ 5.000.

Calculando a margem de contribuição:

MC = 100 - 50 - 25

MC = R$ 25

Agora, o cálculo do ponto de equilíbrio:

PE = (5000 / 25) x 100

PE = 200 x 100

PE = R$ 20.000

Isso significa que, neste exemplo, o e-commerce teria que alcançar um faturamento mensal de R$ 20 mil para alcançar o ponto de equilíbrio.

Precisa de ajuda para desenvolver estratégias para a sua empresa e melhorar as suas vendas? Fale com a gente!

Para mais artigos, cases e estratégias sobre como se destacar no seu comércio eletrônico, continue acompanhando o blog da Betminds e se inscreva no The Future Of E-commerce, a newsletter com conteúdos todas as segundas, terças e quintas direto no seu e-mail!

Acompanhe também a Betminds nas redes sociais: nós siga no linkedin, no tiktok e no Instagram.

Últimos conteúdos

ver mais conteúdos

VTEX Pick and Pack: Como expandir sua operação omnichannel

Desenvolvida pela VTEX, essa ferramenta é projetada para otimizar todas as etapas da logística de pedidos, desde a coleta até a entrega final. Saiba mais!

23/4/2024

FastStore: A Solução VTEX para Construir Lojas Virtuais de Alto Desempenho

Neste artigo, vamos explorar em detalhes o que é o FastStore, suas principais características, vantagens e como ele pode transformar o desempenho do seu e-commerce. Confira!

23/4/2024

Como criar parcerias estratégicas para vender mais com o Digital

Neste episódio do Digital Commerce, conversamos com Mariana Ponzini de Azevedo, da Red Bull, sobre gestão de pessoas e estratégias de e-commerce para a indústria.

23/4/2024