Trends

Varejo do futuro: Tendências que vão mudar o jogo

As tendências atuais indicam uma transformação significativa no modo como o varejo opera, oferecendo experiências únicas e integradas aos consumidores. Entenda!

Navegue pelo texto

O varejo é um setor em constante evolução, impulsionado por avanços tecnológicos, mudanças nas preferências dos consumidores e novas abordagens de negócios. As tendências atuais indicam uma transformação significativa no modo como o varejo opera, oferecendo experiências únicas e integradas aos consumidores. Este artigo, direcionado aos profissionais de e-commerce, busca explorar as tendências que estão moldando o varejo do futuro.

1. A Experiência Phygital

A era digital transformou a maneira como os consumidores interagem com as marcas, dando origem ao conceito de experiência "phygital" – uma fusão do mundo físico com o digital. Este modelo está cada vez mais presente no varejo, atendendo às expectativas de conveniência, rapidez e personalização dos consumidores modernos.

Definição de Phygital

  • Combinação de Experiências: Phygital é a integração das experiências físicas e digitais de compra, proporcionando uma jornada de cliente fluida e integrada.
  • Foco na Conveniência e Rapidez: Oferece aos consumidores a conveniência de compras online com opções de retirada rápida em loja ou entrega em domicílio.

Exemplo da Amaro: Popups Guide Shops

  • Experimentação e Compra Online: A Amaro, uma marca de moda, exemplifica essa tendência com suas popups guide shops. Os clientes podem experimentar roupas e acessórios em um ambiente físico e finalizar a compra online, diretamente pelo celular ou através de telas disponíveis no local.
  • Entrega Rápida e Conveniente: Os produtos são entregues rapidamente no endereço do cliente, eliminando a necessidade de carregar sacolas.
  • Integração de Dados para Personalização: O uso de dados coletados durante a experiência phygital permite a personalização de ofertas e recomendações.

Impacto no Varejo

  • Melhoria da Experiência do Cliente: A experiência phygital eleva a satisfação do cliente ao combinar o melhor dos dois mundos – a tangibilidade do físico e a conveniência do digital.
  • Aumento das Oportunidades de Vendas: A estratégia phygital pode aumentar as vendas, pois oferece múltiplas opções e flexibilidade para os consumidores.
  • Inovação e Diferenciação: Empresas que adotam a abordagem phygital se destacam no mercado por sua inovação e abordagem orientada ao cliente.

Para os profissionais do e-commerce, entender e implementar estratégias phygital é vital para se manterem competitivos e relevantes. A experiência phygital requer uma integração perfeita de sistemas online e offline, gerenciamento eficiente de inventário e uma abordagem centrada no cliente.

Adaptar-se a essa tendência não é apenas uma questão de tecnologia, mas também de compreender profundamente as expectativas e comportamentos dos consumidores modernos.

2. Unified Commerce

O Unified Commerce, diferente do tradicional modelo omnichannel, coloca o cliente no epicentro da experiência de compra. Enquanto o omnichannel foca na integração dos diferentes canais de venda da marca, o Unified Commerce vai além, oferecendo uma experiência de compra totalmente integrada e fluida, independente do canal escolhido pelo cliente.

Integração Total

Essa abordagem representa a evolução do varejo, assegurando que todas as plataformas de interação e venda da marca - sejam elas online, offline, mobile ou redes sociais - estejam completamente sincronizadas. O objetivo é proporcionar uma jornada de compra sem interrupções, onde cada interação com o cliente é informada e enriquecida por suas experiências anteriores com a marca.

Exemplos Práticos

Empresas líderes no setor de varejo já estão implementando estratégias de Unified Commerce. Por exemplo, um cliente pode começar a comprar online, pausar a transação e retomá-la em uma loja física, sem perder o progresso ou ter que reiniciar o processo. Além disso, informações como histórico de compras, preferências e promoções disponíveis são consistentes em todos os canais.

Benefícios para Clientes e Empresas

Para os clientes, o Unified Commerce oferece uma experiência personalizada e conveniente. Para as empresas, essa abordagem resulta em maior eficiência operacional, melhores insights de dados e oportunidades ampliadas de venda cruzada e up-sell. Ao entender o comportamento do cliente em todos os canais, as marcas podem oferecer promoções e produtos mais relevantes e atraentes.

3. Varejo de Proximidade

A era digital trouxe consigo uma onda crescente de apreço pelo varejo local. Nos últimos anos, observou-se um aumento de 900% nas pesquisas online por negócios locais, indicativo de uma preferência cada vez maior dos consumidores por experiências de compra autênticas e personalizadas. Este fenômeno reflete um desejo por conexões mais profundas e experiências significativas no processo de compra.

Benefícios Econômicos e Sociais

Compras em estabelecimentos locais não apenas fortalecem a economia da comunidade, mas também criam um ambiente de negócios sustentável. O varejo de proximidade contribui significativamente para a economia local, apoiando empregos e nutrindo a infraestrutura comunitária. A Criteo revela que 72% dos consumidores preferem sentir e ver produtos pessoalmente antes de finalizar compras online, demonstrando o valor tangível das lojas físicas.

Grandes Marcas e a Proximidade

Grandes varejistas estão se adaptando a essa tendência. Por exemplo, a rede de supermercados Whole Foods tem investido em lojas menores, enfatizando produtos locais e experiências personalizadas. Essa estratégia permite que grandes marcas capturem a essência do comércio local, fortalecendo os laços com as comunidades onde operam.

Tecnologia como Aliada

A tecnologia desempenha um papel crucial em fortalecer o varejo de proximidade. Plataformas digitais permitem que lojas locais expandam seu alcance e ofereçam serviços convenientes, como pedidos online e retirada na loja. Essas ferramentas ajudam a manter um relacionamento próximo e personalizado com os clientes.

4. Mídia de Varejo como Canal de Publicidade

A mídia de varejo, como um canal de publicidade, está emergindo como um dos pilares mais influentes no mundo do marketing digital. Trata-se de um espaço onde os varejistas utilizam suas próprias plataformas - sejam elas físicas ou digitais - para oferecer espaços publicitários. Nos Estados Unidos, espera-se que este mercado cresça para cerca de US$ 110 bilhões até 2027.

Impacto e Eficiência

A mídia de varejo já demonstrou superar formas tradicionais de publicidade, oferecendo taxas de cliques 20% maiores e taxas de conversão 15% superiores, segundo pesquisas da Universidade de Berkeley. No Brasil, grandes varejistas estão capitalizando neste modelo, com alguns faturando mais de R$ 1 bilhão em 2023.

Exemplos Práticos

Grandes empresas como a Linx estão liderando esse movimento no Brasil com plataformas como o Linx Ads. Essa abordagem permite que varejistas se transformem em verdadeiros publishers, oferecendo visibilidade direta para as marcas e enriquecendo a experiência do consumidor nas lojas.

Benefícios para Marcas e Varejistas

Para as marcas, a mídia de varejo oferece a oportunidade de alcançar consumidores em um ambiente altamente relevante e focado. Para os varejistas, representa uma nova linha de receita sem necessidade de grandes investimentos iniciais, ao mesmo tempo que melhora a experiência do cliente.

5. Economia dos Criadores

A economia dos criadores está revolucionizando o varejo, transformando a tradicional promoção de produtos em uma experiência mais rica e envolvente. Com a ascensão de influenciadores digitais e criadores de conteúdo, as marcas estão cada vez mais focadas em criar narrativas que ressoem autenticamente com os consumidores.

Plataformas de Engajamento Autêntico: O sucesso dessa abordagem depende de fornecer plataformas que promovam a autenticidade e o engajamento. Uma implementação eficaz disso é vista no "Linx Reviews powered by TrustVox", onde os varejistas podem integrar avaliações genuínas de produtos, melhorando a confiança e a decisão de compra dos clientes.

Experiências Personalizadas: Através da economia dos criadores, os varejistas têm a oportunidade de criar experiências de compra personalizadas e interativas. Isso pode incluir desde demonstrações de produtos feitas por influenciadores até conteúdos de realidade aumentada que permitem aos consumidores ver produtos em um contexto real.

6. IA Commerce

A Inteligência Artificial (IA) no varejo está transformando a maneira como as empresas interagem com seus clientes, proporcionando experiências de compra mais personalizadas e eficientes. O uso de IA no comércio eletrônico permite uma análise mais profunda dos padrões de comportamento dos clientes, levando a recomendações de produtos mais precisas e a uma melhor previsão das tendências de mercado.

Personalização: A IA analisa o histórico de navegação e compra dos clientes para oferecer recomendações personalizadas, aumentando a relevância e a eficácia das campanhas de marketing.

Otimização de Estoque e Preços: Algoritmos de IA podem prever a demanda de produtos, ajudando na gestão de estoque e na estratégia de precificação dinâmica.

Atendimento ao Cliente: Com a IA, os chatbots se tornam mais sofisticados, capazes de fornecer respostas rápidas e precisas, melhorando a satisfação do cliente.

7. Conexão Através do Propósito

No atual cenário do varejo, os consumidores, especialmente a Geração Z, estão cada vez mais buscando marcas que refletem seus valores pessoais e compromissos sociais. Esta mudança sinaliza uma era onde o propósito da marca se torna um diferencial competitivo crucial.

Importância dos Valores: Os consumidores modernos valorizam transparência, sustentabilidade, ética e responsabilidade social. Eles estão inclinados a apoiar empresas que não apenas falam sobre esses valores, mas também os integram em suas práticas de negócios.

Fidelidade à Marca: Marcas que conseguem demonstrar um propósito genuíno e alinhado com as preocupações sociais dos consumidores tendem a construir uma base de clientes mais leal e engajada.

Definindo e Integrando o Propósito da Marca

Para empresas de varejo, não basta apenas oferecer produtos ou serviços de qualidade; é fundamental incorporar um propósito claro e significativo em todas as facetas da operação.

  • Comunicação do Propósito: A narrativa da marca deve refletir seu propósito de maneira autêntica e consistente em todas as plataformas e pontos de contato com o cliente.
  • Ações Concretas: As empresas devem ir além das palavras e implementar ações que demonstrem seu compromisso com os valores proclamados, como práticas sustentáveis, inclusão, apoio a causas sociais, entre outros.
  • Transparência e Autenticidade: A transparência nas operações e na cadeia de suprimentos reforça a autenticidade do propósito da marca e fortalece a confiança do consumidor.

Exemplos Práticos e Impacto no Setor

Algumas marcas já estão liderando o caminho, integrando o propósito em seus modelos de negócios:

  • Marcas Sustentáveis: Empresas como Patagonia e Lush Cosmetics são exemplos de marcas que integram sustentabilidade e ética em seus produtos e operações, atraindo consumidores conscientes.
  • Apoio a Causas Sociais: Marcas como Ben & Jerry's e Toms Shoes são conhecidas por seu envolvimento em questões sociais e políticas, o que fortalece a lealdade dos clientes.

Para profissionais do e-commerce e varejistas, entender a importância da conexão através do propósito é mais do que uma tendência; é um imperativo estratégico. Marcas que conseguem comunicar e demonstrar seu propósito de forma eficaz estão melhor posicionadas para conquistar a confiança e o apoio dos consumidores modernos. A conexão através do propósito não é apenas uma estratégia de marketing, mas um elemento central para a sobrevivência e o sucesso no mercado de varejo contemporâneo.

8. Drones Entregadores

Os drones entregadores representam uma inovação revolucionária no campo do varejo digital, prometendo remodelar significativamente a logística do e-commerce. Com empresas líderes no mercado, como Ifood e Amazon, investindo em tecnologia de entrega por drones, estamos nos aproximando rapidamente de uma era onde as entregas rápidas e automatizadas serão a norma.

Desde 2013, a Amazon vem aperfeiçoando seu projeto de drones entregadores, visando transformar a maneira como os produtos chegam aos consumidores. Apesar de alguns contratempos iniciais, seu lançamento oficial em julho de 2023, marca um passo significativo em direção ao futuro das entregas automatizadas.

A entrega por drones oferece uma série de benefícios tanto para os consumidores quanto para as empresas de e-commerce:

  1. Velocidade Acelerada de Entrega: Os drones têm a capacidade de realizar entregas muito mais rapidamente do que os métodos convencionais, reduzindo significativamente o tempo de espera do cliente.
  2. Redução de Custos de Frete: A automatização do processo de entrega diminui os custos operacionais, uma economia que pode ser repassada ao consumidor.
  3. Minimização de Acidentes: Com sistemas de navegação avançados, os drones reduzem o risco de acidentes associados a entregas humanas.
  4. Diminuição de Falhas Humanas: A automação das entregas limita os erros humanos, resultando em um processo mais eficiente e confiável.
  5. Redução das Emissões de CO2: Os drones são uma alternativa mais ecológica em comparação com os veículos de entrega tradicionais, contribuindo para a sustentabilidade ambiental.
  6. Satisfação do Cliente: A entrega rápida e confiável melhora significativamente a experiência do cliente, aumentando a satisfação e a fidelidade à marca.

Além dos drones, os veículos autônomos, como os utilizados pela Domino’s em Houston, estão começando a fazer parte do cenário de entregas automatizadas. Essas tecnologias emergentes representam um futuro promissor para o e-commerce, onde eficiência, rapidez e sustentabilidade andam de mãos dadas.

9. Tecnologias Emergentes

O varejo está passando por uma transformação significativa, impulsionada por avanços tecnológicos. Tecnologias emergentes como Realidade Aumentada (RA), Blockchain e Big Data Analytics estão moldando novas experiências de compra, oferecendo personalização, eficiência operacional e segurança aprimorada.

Realidade Aumentada (RA): Criando Experiências Imersivas

  • Experimentação Virtual de Produtos: A RA permite que os clientes "experimentem" produtos virtualmente, seja experimentando roupas ou visualizando como um móvel ficaria em casa.
  • Melhoria da Experiência do Cliente: A integração da RA em aplicativos de varejo melhora significativamente a experiência do cliente, oferecendo uma maneira interativa e envolvente de explorar produtos.

Blockchain: Segurança e Transparência no Varejo

  • Rastreabilidade e Autenticidade de Produtos: O Blockchain pode ser utilizado para rastrear a origem e autenticidade dos produtos, aumentando a confiança do consumidor, especialmente em mercados como o de luxo e eletrônicos.
  • Transações Seguras: A tecnologia blockchain proporciona um nível mais alto de segurança nas transações, reduzindo fraudes e melhorando a eficiência de pagamentos e contratos.

Big Data Analytics: Direcionando Decisões de Negócios

  • Análise de Comportamento do Consumidor: Big Data Analytics permite a análise detalhada do comportamento de compra dos clientes, auxiliando na personalização das ofertas e na melhoria da experiência de compra.
  • Otimização da Cadeia de Suprimentos: A análise de grandes volumes de dados ajuda na previsão de demandas, otimização de estoques e eficiência da cadeia de suprimentos.

Exemplos Práticos no Varejo

  • Experiências de Compra com RA: Marcas como IKEA e Sephora estão utilizando RA para oferecer aos clientes uma forma mais envolvente de experimentar produtos antes da compra.
  • Blockchain em Rastreabilidade: Empresas como a De Beers estão usando blockchain para garantir a rastreabilidade dos diamantes, desde a mina até o consumidor final.
  • Decisões Impulsionadas por Dados: Grandes varejistas, como a Amazon, utilizam análise de dados para personalizar recomendações de produtos e otimizar toda a jornada de compra do cliente.

As tecnologias emergentes estão não apenas enriquecendo a experiência do cliente, mas também trazendo eficiência e segurança para o setor varejista. Para profissionais do e-commerce e varejistas, investir nessas tecnologias não é mais uma opção, mas uma necessidade para se manter competitivo no mercado dinâmico e em constante evolução. As empresas que adotarem essas tecnologias emergentes estarão melhor posicionadas para atender às expectativas dos consumidores modernos e impulsionar o crescimento sustentável.

9. Novos Hábitos de Consumo

A dinâmica do varejo está mudando rapidamente, impulsionada por novos hábitos de consumo. Os clientes de hoje buscam uma experiência de compra que integre perfeitamente os mundos físico e digital. Essa tendência está levando empresas como a Magazine Luiza a inovar e se adaptar, estabelecendo-se como líderes no varejo moderno.

Integração Fluida entre Online e Offline

  • Expectativa do Consumidor: Os consumidores modernos esperam uma experiência de compra omnichannel, onde podem alternar sem problemas entre os canais online e offline.
  • Importância da Conveniência: A comodidade de comprar online e a opção de interação física ou retirada rápida de produtos estão se tornando cada vez mais importantes.

O Caso da Magazine Luiza

  • Transformação em Marketplace: A Magazine Luiza transformou sua plataforma online em um marketplace robusto, ampliando significativamente seu alcance e variedade de produtos.
  • Integração de Serviços Digitais: A empresa introduziu o Magazine Pay, um serviço de carteira virtual, facilitando as transações online e oferecendo opções como cashback.
  • Foco na Experiência do Cliente: Essas inovações têm como objetivo não apenas aumentar as vendas, mas também melhorar a experiência geral do cliente, tornando as compras mais convenientes e acessíveis.

Exemplos Práticos e Impacto

  • Opções de Compra Flexíveis: A possibilidade de comprar online e retirar na loja ou mesmo experimentar produtos em lojas físicas antes de fazer a compra online.
  • Melhoria da Logística: O uso de lojas físicas como centros de distribuição locais para acelerar as entregas.
  • Personalização da Experiência: Utilização de dados para personalizar as recomendações de produtos tanto online quanto nas lojas físicas.

Conclusão: Adequação às Novas Demandas do Mercado

Empresas como a Magazine Luiza estão na vanguarda da adaptação aos novos hábitos de consumo, demonstrando a importância da inovação no varejo. A integração dos canais online e offline é mais do que uma tendência; é uma resposta direta às expectativas dos consumidores modernos. Para profissionais do e-commerce, entender e implementar essas mudanças é crucial para oferecer experiências de compra que atendam às necessidades do consumidor contemporâneo, promovendo a fidelização e impulsionando o crescimento sustentável.

Conclusão

O varejo do futuro é marcado por uma interação harmoniosa entre o digital e o físico, com uma forte ênfase na personalização, conveniência e experiência do cliente. As empresas que conseguirem se adaptar a essas mudanças estarão bem posicionadas para prosperar nesse novo ambiente. Para os profissionais de e-commerce, é fundamental estar ciente dessas tendências e começar a implementar estratégias que alinhem seus negócios com o futuro do varejo.

E se você precisa de ajuda para desenvolver estratégias para a sua empresa e melhorar as suas vendas, fale com a gente!

Acompanhe também a Betminds nas redes sociais: nos siga no linkedin, no tiktok e no Instagram.

Últimos conteúdos

ver mais conteúdos

Temu: Um Novo Gigante no Comércio Eletrônico

A Temu, pertencente à PDD Holdings, empresa-mãe da Pinduoduo, expandiu rapidamente sua presença, sendo frequentemente comparada com gigantes do e-commerce como Shein, Amazon e Shopee.

28/5/2024

Arezzo&Co anuncia mudança de nome para Azzas 2154 após fusão com Grupo Soma

O novo nome, Azzas 2154, faz referência ao ano 2154, utilizado pelo CEO Alexandre Birman como um lema de visão estratégica e futuro para a companhia, com o slogan ”Arezzo rumo a 2154”.

28/5/2024

VTEX Personal Shopper: O que é e como funciona

Com o aumento da demanda por personalização e atendimento exclusivo, o VTEX Personal Shopper surge como uma inovação essencial para empresas que buscam melhorar o atendimento, aumentar a conversão e reduzir custos operacionais.

24/5/2024