E-commerce

Qual a importância de ter um fluxo de caixa no e-commerce?

Entenda o que é fluxo de caixa, por que ele é importante, quais são os tipos, como ter um fluxo eficiente e quais erros devem ser evitados.

Navegue pelo texto

A questão financeira é um dos calcanhares de Aquiles de muitos e-commerces. Um dos recursos mais importantes para garantir que seu negócio esteja saudável do ponto de vista das finanças é o fluxo de caixa.

Neste post, vamos entender melhor esse conceito e sua importância para a sua empresa. Acompanhe!

O que é um fluxo de caixa

O fluxo de caixa representa as entradas e saídas do caixa da empresa e indica se o capital que o negócio tem à sua disposição é o suficiente para cobrir suas despesas e manter suas operações.

Qualquer tipo de negócio, incluindo e-commerce, deve monitorar seu fluxo de caixa com constância para garantir a saúde financeira do negócio. Caso contrário, a empresa pode estar operando no vermelho sem nem saber.

Tipos de fluxo de caixa

Existem cinco tipo de fluxo de caixa:

Direto

É o registro bruto dos recebimentos e pagamentos da empresa, ou seja, sem descontos. A ideia é ter um balizador de fácil acesso para tomar decisões e entender a saúde financeira do negócio.

Indireto

É o registro líquido dos movimentos no caixa da empresa. Seu objetivo é certificar as flutuações no caixa do negócio de uma perspectiva contábil. Ele ajuda a entender o desempenho econômico e, geralmente, é baseado na Demonstração do Resultado do Exercício (DRE).

Neste tipo de fluxo de caixa, são considerados indicadores econômicos como balanço patrimonial, depreciação e amortização de bens.

Projeto

Trata-se de uma estimativa do caixa da empresa. Pode ser calculado a curto, médio ou longo prazo. Essa projeção é feita com base nas entradas e saídas atuais, além de fatores externos que podem influenciar no balanço do negócio.

O objetivo desse fluxo de caixa é planejar estratégias e investimentos e reduzir riscos.

Livre

É obtido a partir da subtração da receita pelas despesas. Recebe este nome porque é o valor que sobrou após o pagamento de todos os compromissos da empresa. Esse montante pode ser investido ou usado para quitar dívidas, por exemplo.

Operacional

Indica o balanço de entradas e saídas em um período determinado de tempo. É a forma mais precisa de fluxo de caixa, trazendo os resultados mais assertivos. Não à toa, é o que muitas instituições financeiras pedem para liberar empréstimos e financiamentos para empresas.

Por que o fluxo de caixa é importante

O fluxo de caixa é um recurso fundamental para a saúde financeira do negócio. Acompanhá-lo ajuda a empresa a manter-se no azul ou ao menos corrigir rumos e fazer ajustes para não fechar no negativo.

Importante ressaltar que um fluxo de caixa positivo nem sempre indica lucratividade. Uma empresa pode lucrar, mas ter um balanço negativo, por exemplo.

Ter um fluxo de caixa organizado e continuamente monitorado pode trazer ganhos relevantes para o negócio. Destacamos:

  • Mais transparência: a tomada de decisões deve acontecer com base em indicadores reais e confiáveis. Com um fluxo de caixa organizado, você sabe exatamente quanto tem disponível para investir.
  • Melhor clima organizacional: um negócio saneado e que opera no positivo gera menos atritos no dia a dia das equipes. Afinal, há poucas coisas mais estressantes do que fazer contenção de gastos e encontrar fontes para corte de despesas.
  • Indica onde os recursos são empregados: ao acompanhar cada saída e entrada no caixa da empresa, você sabe exatamente as fontes de gasto. Com isso, é possível identificar gargalos e reduzir custos de maneira menos estressante e traumática.
  • Expansão facilitada: se você sabe que tem bala na agulha – e mais importante, os períodos em que terá mais recursos –, fica mais fácil planejar ações de expansão, como abertura de novas lojas, a exploração de novos nichos ou a contratação de novos funcionários.

Como ter um fluxo de caixa eficiente

Existem alguns passos que você pode tomar para garantir a eficiência do seu fluxo de caixa:

Alinhar suas despesas e receitas

Fluxo de caixa tem tudo a ver com períodos. Da mesma forma que variações sazonais podem alterar o equilíbrio entre entradas e saídas, algo semelhante pode acontecer no seu mês.

Por exemplo: a maior parte dos recebimentos cai no começo, no ou no fim do mês? E seus pagamentos, para quando estão agendados?

Esse acompanhamento é importante para encontrar o equilíbrio e evitar ter que tirar dinheiros de outros lugares apenas para cobrir despesas.

Fazer previsão de fluxo de caixa

Com essas informações em mãos, você pode fazer uma previsão mais precisa do seu fluxo de caixa. Isso lhe dará uma noção mais assertiva de como administrar os recursos da sua empresa e se será possível, por exemplo, investir no negócio.

Novamente, identifique os dias de cada recebimento e cada despesa e crie um mapa da flutuação do seu caixa no mês, bem como as médias e variações ao longo do ano.

Gerenciar seu estoque

O controle de estoque é outro ponto importante para garantir um fluxo de caixa positivo. Quais produtos mais saem? Quais sazonalidades afetam suas vendas (positiva e negativamente)? Você está preparado para o próximo período de alta?

A ideia é reduzir o tamanho do estoque e aumentar a rotatividade dos itens. Dependendo das suas possibilidades, considere opções como dropshipping e cross docking.

Cortar despesas desnecessárias

Como vimos, ao registrar cada gasto, você saberá identificar quais deles são realmente necessários e quais podem ser eliminados (agora ou de forma gradual) para economizar recursos.

Explorar o marketing

Felizmente, o marketing digital proporciona campanhas muito mais otimizadas, direcionadas e com menor custo. Reavalie seus esforços, monitore seus indicadores e mantenha somente aquilo que funciona.

Qual a diferença entre controle de caixa e fluxo de caixa

Embora semelhantes, esses dois conceitos são diferentes. O controle de caixa se refere ao mero registro das entradas e saídas diárias na empresa. O objetivo é ter um melhor controle e gerar um histórico das movimentações.

O fluxo de caixa é mensurado a partir do controle de caixa. Isso porque, sem esse registro diário, não é possível determinar se há ou não dinheiro o suficiente para manter as operações e cobrir as despesas.

Erros que devem ser evitados

Alguns problemas comuns relacionados ao fluxo de caixa que você deve tentar evitar:

Não saber a diferença entre fluxo de caixa e lucro

Como comentamos, lucro e fluxo de caixa são coisas diferentes. Ter um balanço positivo não é indicativo de lucratividade. Vale lembrar que lucro é a receita que você obtém após descontar todos os custos, despesas e tributos - diretos e indiretos.

Superestimar as vendas futuras

A previsão de fluxo de caixa deve ser o mais pé no chão possível e ser feita com base no histórico de vendas da sua empresa. Portanto, seja realista, atenha-se aos seus objetivos e não se anime demais ao projetar novas vendas.

Não resolver pagamentos atrasados

Seu fluxo de caixa depende de terceiros. Afinal, você precisa receber todos os pagamentos que lhe são devidos. Mas seus fornecedores e parceiros podem atrasar por N motivos.

E isso gera um efeito cascata, pois vai deixar a sua empresa seu dinheiro para arcar com seus próprios compromissos, colocando as operações em risco.

Por isso, é importante ter estratégias de cobrança e de recuperação de valores bem estabelecidas.

Tentar expandir muito rapidamente

Quando o negócio cresce, é normal animar-se e passar a mirar novos horizontes.No entanto, considere sempre que expansão significa despesas e que, dependendo do seu nicho, o retorno sobre o investimento pode demorar.

Planejamento é palavra de ordem, e isso envolve não apenas a análise do histórico do fluxo de caixa do seu negócio, como também dos fatores macroeconômicos.

Não checar as informações

O fluxo de caixa depende do registro de informações. Portanto, qualquer erro ou dado desatualizado pode gerar problemas nas suas análises. A melhor saída para evitar isso é contar com ferramentas que automatizam esse processo, reduzindo as chances de erros humanos.

E se você precisa de ajuda para desenvolver estratégias para a sua empresa e melhorar as suas vendas, fale com a gente!

Acompanhe também a Betminds nas redes sociais: nos siga no linkedin, no tiktok e no Instagram.

Últimos conteúdos

ver mais conteúdos

Temu: Um Novo Gigante no Comércio Eletrônico

A Temu, pertencente à PDD Holdings, empresa-mãe da Pinduoduo, expandiu rapidamente sua presença, sendo frequentemente comparada com gigantes do e-commerce como Shein, Amazon e Shopee.

28/5/2024

Arezzo&Co anuncia mudança de nome para Azzas 2154 após fusão com Grupo Soma

O novo nome, Azzas 2154, faz referência ao ano 2154, utilizado pelo CEO Alexandre Birman como um lema de visão estratégica e futuro para a companhia, com o slogan ”Arezzo rumo a 2154”.

28/5/2024

VTEX Personal Shopper: O que é e como funciona

Com o aumento da demanda por personalização e atendimento exclusivo, o VTEX Personal Shopper surge como uma inovação essencial para empresas que buscam melhorar o atendimento, aumentar a conversão e reduzir custos operacionais.

24/5/2024