Performance

Estratégias para aumentar as vendas do seu e-commerce

Em meio a tanta concorrência, tantos sites e produtos, como se destacar? Como atrair novos clientes e fidelizar aqueles que já consomem da empresa?

Aumentar as vendas no e-commerce é um dos maiores desafios enfrentados pelos lojistas. Em meio a tanta concorrência, tantos sites e produtos, como se destacar? Como atrair novos clientes e fidelizar aqueles que já consomem da empresa?

Embora não exista uma receita de bolo prontinha, há uma série de estratégias que, se adotadas corretamente, podem trazer resultados expressivos para o negócio. Cada uma vai depender do estágio de maturidade que o seu e-commerce se encontra. Porém, boa parte delas pode ajudar qualquer tipo e tamanho de negócio.

A seguir, elencamos as principais dicas para impulsionar suas vendas. Acompanhe!

19 dicas para aumentar as vendas no e-commerce

Compreender a jornada do cliente e a intenção de busca

A jornada de compra e o funil de vendas são dois elementos fundamentais para criar estratégias comerciais mais assertivas. É muito importante entender o momento em que o consumidor se encontra para fazer a abordagem correta. Mais do que isso, deve-se entender a intenção de busca do usuário, isto é, exatamente o que ele buscava ao chegar ao seu site. Não há nada mais desanimador do que ser bombardeado por ofertas sem relação com o que você busca. Confira aqui uma materia completa sobre a jornada do cliente.

Upselling

Upselling é uma estratégia voltada para quem já consome da marca. Nesta prática o objetivo é fazer com que o cliente agregue mais valor ao seu pedido, ou seja, aumente seu ticket médio. Para isso, é possível, por exemplo, oferecer uma alternativa mais completa do produto ou serviço, como as opções premium, chamando a atenção para o custo-benefício de investir em uma versão um pouco mais cara, porém mais completa.

Cross-selling

Assim como o upselling, o cross-selling é uma estratégia para aumentar o ticket médio. A proposta é oferecer produtos ou serviços que sejam relacionados ou, melhor ainda, complementares ao que o consumidor está adquirindo. Isso pode ser feito em qualquer momento da jornada, inclusive depois. Um exemplo é usar aquelas chamadas "as pessoas também compraram" no checkout da compra.

Desconto por URL

O desconto por URL nada mais é do que algum benefício específico, disponível apenas para os usuários que têm uma determinada URL que você gerou. Esse tipo de oferta pode ser atrelado a algum conteúdo ou mídia e tem a grande vantagem de permitir rastrear e acompanhar de onde vêm as vendas e se essa estratégia está fazendo diferença na receita.

Cupons de desconto on-line

Se você acessou o site das grandes varejistas e marketplaces do mercado recentemente, deve ter visto que muitos deles possuem seções específicas para os cupons de desconto. Inclusive, há sites dedicados somente a isso na internet.

Oferecer cupons de desconto para serem utilizados no momento do checkout é uma estratégia eficaz para despertar o senso de urgência no consumidor e incentivá-lo à compra.

Campanhas de fretes grátis

Pesquisas apontam que mais da metade dos consumidores que abandonam o carrinho o fazem por conta do valor alto do frete. Sendo assim, periodicamente faça campanhas de frete grátis ou disponibilize cupons especiais para zerar o valor da entrega. Novamente, isso desperta o senso de urgência do comprador, que certamente tentará aproveitar a oferta.

Assinaturas recorrentes

Modelos de negócio de pagamento recorrente, como clubes de assinatura de livros, vinhos, cervejas, entre outros, são uma excelente forma para dar mais previsibilidade financeira à empresa, garantindo uma receita fixa e a fidelização do público.

Remarketing de abandono de carrinho

Remarketing é a estratégia para oferecer produtos e serviços para uma pessoa que já acessou seu site. É importante estimular consumidores que já demonstraram interesse em algum item da sua loja, e é para isso que serve o remarketing.

Ele pode ser feito por e-mail, nas redes sociais e em outros canais, e é especialmente relevante para incentivar a compra de itens abandonados no carrinho.

E-mail marketing personalizado

O e-mail marketing é uma ferramenta eficaz para fazer cross-selling, por exemplo. Para que gere o efeito desejado nas vendas, porém, é preciso investir na personalização, não apenas da mensagem, mas também da oferta. A ideia é fazer com que o cliente se sinta valorizado. Essa estratégia também pode ser utilizada para estimular a conversão de itens abandonados no carrinho.

Relacionamento acima das vendas

O mercado vem mudando. Com infinitas opções ao seu dispor, muitos consumidores valorizam a experiência em detrimento inclusive do preço. Por isso, é importante adotar abordagens diferenciadas, que não tentem apenas "empurrar" um produto ou serviço. Colete informações sobre o cliente, descubra seus interesses e suas dores e tente inseri-lo no fluxo de inbound marketing para criar uma relacionamento profundo com ele.

Melhore a forma de pagamento

Embora o cartão de crédito ainda seja o meio de pagamento favorito dos compradores on-line, um elemento essencial para evitar o abandono do carrinho é oferecer o máximo de opções possíveis para os usuários.

Cartão de crédito e débito (à vista, parcelado e pagamento com mais de um cartão), débito on-line, boleto (inclusive parcelado) e, principalmente nos dias de hoje, pix, são o básico para uma venda bem-sucedida.

Faça SEO no e-commerce

Otimizar o site do seu e-commerce para os mecanismos de busca é vital para que sua loja seja encontrada mais facilmente pelos consumidores na internet. O SEO refere-se a um conjunto de técnicas que buscam deixar claro para os buscadores (como Google e Bing) o conteúdo de uma página.

Assim, se a página refere-se a um tênis de corrida feminino da Nike, trabalhe a descrição, o título, as imagens e outros elementos do site para que isso fique bem claro.

Abra espaços para comentários e avaliações no e-commerce

Segundo uma pesquisa do Grupo Consumoteca, 80% dos brasileiros levam em conta a avaliação de produtos antes da compra. Sendo assim, disponibilizar um espaço para avaliações e comentários dos usuários é imprescindível para ajudar outros consumidores a tomarem uma decisão. Além do mais, isso gera credibilidade para a loja, dando mais segurança aos clientes.

Faça vídeos demonstrativos

Cada vez mais os consumidores querem conhecer e “provar” os produtos antes da compra. Por isso, além da descrição e das fotos, sempre que possível produza vídeos demonstrativos. A ideia é que o conteúdo os ajude a entender o produto, como suas dimensões, o material, as funcionalidades etc.

Faça pesquisas de mercado e conheça o seu cliente

As pesquisas de mercado são chave para que não haja espaço para achismos e suposições na tomada de decisão. Com elas, você consegue conhecer melhor seus clientes: seus hábitos de consumo, como preferem pagar, como enxergam a marca etc. Além disso, também traz dados valiosos sobre a concorrência e oportunidades de mercado.

Atenção à logística

Além dos valores, outro elemento que leva à desistência de muitos consumidores na hora do checkout são os prazos. A parte logística é crucial para o sucesso do negócio. Sem prazos e valores competitivos, não há como se destacar no mercado. Em muitos casos, aliás, eles são até mais importantes que o valor do produto em si.

Invista em tecnologias

Atualmente, a tecnologia atua e auxilia praticamente qualquer etapa do processo de vendas de um e-commerce. Por exemplo, nas áreas de logística, marketing, relacionamento, é possível usar chatbot, soluções omnichannel e experiência mobile; para coleta e análise de dados, há alternativas como big data e data mining.

Produtos em marketplaces

Marketplaces são shoppings virtuais que reúnem diversos lojistas em um mesmo ambiente. Estar presente nesses espaços é altamente recomendado, pois são sites que possuem um tráfego altíssimo e que "emprestam" sua credibilidade para sua loja, dando mais confiança para o consumidor comprar o seu produto.

Seja omnichannel em toda a jornada do e-commerce

Omnichannel é a estratégia de conectar todos os canais de contato com o cliente (on-line e offline) para criar uma experiência unificada. A ideia é que o consumidor possa percorrer o caminho que desejar. Por exemplo: pesquisar um produto no site, tirar dúvidas no atendimento por WhatsApp e finalizar a compra na loja física.

Para que seja bem-sucedida, porém, essa estratégia deve permear toda a jornada de compra do cliente, do primeiro contato ao pós-venda.

Precisa de ajuda para tornar seu e-commerce omnichannel e implementar os recursos do voice commerce? Clique aqui para ver como a Betminds pode ajudar a escalar o seu negócio!

https://conteudo.betminds.ag/the-future-of-ecommerce?utm_source=blog&utm_medium=banner&utm_campaign=the_future&utm_term=marketplace-o-que-e

Acompanhe também a Betminds nas redes sociais: nós siga no linkedin e no Instagram.

Últimos conteúdos

ver mais conteúdos

Ações de marketing para Black Friday: 10 dicas para faturar bem

Separamos 10 ações de marketing para Black Friday para você pôr em prática no seu e-commerce.

22/9/2022

Estratégias de growth hacking para e-commerce

Esses processos giram em torno de um ciclo que se repete o número de vezes necessário para um projeto atingir os números desejados

26/9/2022

5G no e-commerce e nas relações de consumo do varejo

A nova tecnologia promete impactar uma série de outros setores da economia, interligando serviços e dispositivos e tornando as cidades mais inteligentes

20/9/2022