Dados do mercado

Vendas no Varejo deve crescer 6% no Primeiro Trimestre de 2024

Este aumento segue um padrão de crescimento constante observado nos trimestres anteriores, com o terceiro e quarto trimestres de 2023 registrando crescimentos de 5% e 6%, respectivamente.

Navegue pelo texto

O setor de varejo no Brasil está demonstrando sinais de um robusto crescimento, projetando um aumento de 6% nas vendas durante o primeiro trimestre de 2024. Essa previsão otimista foi divulgada pelo Índice Antecedente de Vendas do Instituto para o Desenvolvimento do Varejo (IAV-IDV), refletindo um panorama promissor para o comércio brasileiro.

Este aumento segue um padrão de crescimento constante observado nos trimestres anteriores, com o terceiro e quarto trimestres de 2023 registrando crescimentos de 5% e 6%, respectivamente. Tais números indicam uma tendência contínua de recuperação e expansão no setor.

Analisando os dados de forma mais detalhada, o IAV-IDV nominal prevê um crescimento de 3,3% em janeiro, 3,0% em fevereiro e 4,7% em março de 2024, comparando-se com os mesmos meses do ano anterior. Em dezembro de 2023, o setor já havia registrado um crescimento de 2,6%.

No entanto, quando ajustamos os números pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), observamos um cenário um pouco diferente. Os dados ajustados revelam uma queda real de 1,2% em janeiro e 1,3% em fevereiro, com uma leve recuperação de 0,8% em março.

Em dezembro de 2023, a variação nominal foi de uma queda de 2,1% em relação a dezembro de 2022.

Essas projeções do IAV-IDV são baseadas em dados fornecidos pelas empresas associadas ao IDV, que representam cerca de 20% das vendas no varejo brasileiro. As empresas que compõem o índice têm representantes em todos os setores do varejo, oferecendo uma visão abrangente do mercado.

IAV setorial

Na análise setorial, o estudo analisa o desempenho recente de diversos setores no varejo brasileiro, desde supermercados até móveis e eletrodomésticos, destacando os resultados de dezembro de 2022 e as previsões para os próximos três meses.

  • Supermercados, Hiper, Alimentação, Bebidas e Fumo: Dezembro de 2022 registrou uma queda de 1% em relação ao mesmo mês de 2021. As previsões para os próximos três meses são variadas, com crescimento de 2% em janeiro, queda de 0,6% em fevereiro e uma alta significativa de 6,1% em março.
  • Material de Construção: Observou-se um crescimento de 2,7% em dezembro de 2022, com previsões positivas de aumento nas vendas para os primeiros três meses de 2024.
  • Outros Artigos de Uso Pessoal e Doméstico: Em dezembro de 2022, houve um crescimento de 7,1%, e as expectativas são de aumento contínuo nas vendas nos primeiros três meses de 2024.
  • Artigos Farmacêuticos, Médicos, Ortopédicos, Perfumaria e Cosméticos: Dezembro de 2022 mostrou um impressionante crescimento de 14,2%, com projeções de continuidade desse crescimento.
  • Móveis e Eletrodomésticos: A previsão é de um crescimento constante ao longo dos primeiros três meses de 2024.
  • Tecidos, Vestuário e Calçados: Dezembro de 2022 mostrou um crescimento de 10,3%, e as expectativas para o início de 2024 são igualmente positivas.

Este panorama positivo no setor de varejo é um indicativo da vitalidade e da capacidade de adaptação do comércio brasileiro, mesmo diante de um cenário econômico global desafiador.

A diversificação de produtos, a adaptação às mudanças do mercado e a inovação contínua parecem ser as chaves para este sucesso continuado.

Leia mais: Número de e-commerces no Brasil cresce 16,5%, chegando a quase 2 milhões em 2023

E se você precisa de ajuda para desenvolver estratégias para a sua empresa e melhorar as suas vendas, fale com a gente!

Acompanhe também a Betminds nas redes sociais: nos siga no linkedin, no tiktok e no Instagram.

Últimos conteúdos

ver mais conteúdos

VTEX Vision Spring '24: Confira todas as novidades da plataforma

Neste ano, a empresa revelou uma série de novidades focadas em AI, novas soluções de produto, e melhorias significativas na plataforma. Vamos conferir?

24/5/2024

Certificação de patentes também é necessário para garantir segurança digital de e-commerces

Repetição de domínios sem suporte legal pode tirar sites do ar e impedir vendas na internet

24/5/2024

A profissão que poderá gerar 90 mil vagas de emprego por ano no Brasil e não é do setor de tecnologia!

Professor da Strong Business School prevê alta demanda de profissionais nos próximos anos. Saiba mais!

21/5/2024