E-commerce

Quais métricas são mais importantes para acompanhar no e-commerce?

O e-commerce vive um boom, impulsionado pela pandemia, saiba como usar as métricas para garantir a eficiência.

Apenas em novembro de 2021, por conta das ações referentes à Black Friday, o comércio eletrônico teve uma alta no faturamento de 69,52% e de 51,98% nas vendas em relação ao mês de outubro. Os dados, do índice MCC-ENET, desenvolvido pela Neotrust | Movimento Compre & Confie, em parceria com o Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital (camara-e.net), revelam a importância do planejamento estratégico para assegurar o sucesso do seu e-commerce. Sem o acompanhamento das métricas certas, seu negócio pode não decolar em um mercado cada vez mais competitivo e repleto de boas possibilidades.

Apenas na Black Friday, em relação a 2020, o e-commerce apresentou um crescimento de 5% - totalizando R$ 4,2 bilhões. De acordo com os números da NielsenIQ|Ebit, o total de pedidos caiu 9%, para 5,6 milhões, e o ticket médio subiu 16%, em torno de R$ 753. Com base nesse cenário promissor, é o momento certo para avaliar as melhores ações e métricas para acompanhar o desempenho da sua loja virtual.

Se o e-commerce vive um boom, impulsionado pela pandemia, como usar as métricas para garantir a eficiência do seu negócio? O primeiro passo é se apropriar dessas informações e dados compostos em metas para identificar o que precisa ser melhorado, definir ações estratégicas e também acompanhar esses indicadores com regularidade.

Em linhas gerais, as métricas serão como uma bússola para o seu e-commerce, afinal, por meio delas você vai entender se está no caminho certo para atingir os seus objetivos. Fora isso, elas também vão direcionar suas necessidades de aprimoramento de equipe, ferramentas, ideias e outras questões.

Por que devo acompanhar as métricas no meu e-commerce?

A boa análise das métricas do seu e-commerce será essencial para atrair e fidelizar clientes. Com base nos dados, você fica apto a compreender a jornada do consumidor na sua loja e consegue prever melhorias e ações para aprimorar a experiência do usuário e até mesmo para chegar a insights valiosos.

Fora isso, a boa análise das métricas do seu e-commerce será primordial para:

* Superar a concorrência

Estar bem preparado, ou seja, por dentro das métricas dos seu e-commerce, é sinônimo de se colocar em igualdade de competição com seus concorrentes. Tendo conhecimento dos seus dados e da realidade de mercado, fica mais fácil buscar estratégias para impulsionar seu negócio.

* Garantir o planejamento a longo prazo

Com o bom uso das métricas no seu e-commerce, é possível se antecipar em relação a datas especiais, como o Natal, e também para tomar as melhores decisões. Essa visão de futuro será essencial para o crescimento e longevidade da sua loja virtual.

Métricas importantes para acompanhar no e-commerce

1. Custo de Aquisição de Clientes (CAC)

Métrica fundamental para avaliar o desenvolvimento do seu e-commerce, o Custo de Aquisição de Clientes (CAC) é medido por uma conta simples: a soma dos investimentos para adquirir um cliente dividido pelo total de clientes conquistados.

Para que essa conta seja possível, é fundamental a transparência e organização dos seus investimentos, ou seja, você tem que ter o controle de todos os seus investimentos em marketing e propaganda (desde e-mail marketing às ações em redes sociais). Por meio do CAC, será possível prever um crescimento saudável para o seu negócio e evitar prejuízos.

2. Taxa de Conversão

Outra importante métrica de avaliação do desempenho do seu e-commerce, a Taxa de Conversão revela quantos usuários (visitantes) estão de fato adquirindo um produto ou serviço. Em linhas gerais, quanto maior for esse número, melhor será o desempenho da sua loja virtual.

O cálculo da Taxa de Conversão é feito da seguinte maneira: número de visitantes que realizam uma ação dividido pelo total de visitantes multiplicado por 100. Com esse resultado, você determina o número de clientes que realmente comprou algo.

Alerta: se a sua Taxa de Conversão é baixa, é necessário rever a sua estratégia e identificar os problemas na jornada do usuário. Afinal, sem compras efetivas, o seu e-commerce não vai se desenvolver.

3. Taxa de Abandono de Carrinho

Se a Taxa de Conversão não está dentro das suas expectativas, é preciso buscar outras métricas para entender como fortalecer seu e-commerce. Uma delas diz respeito à Taxa de Abandono de Carrinho. Ela é calculada da seguinte forma: Número de pessoas que colocam um produto no carrinho dividido pelo total de pessoas que realizam uma compra multiplicado por 100.

Com esse dado, você pode avaliar por qual razão ela desistiu da compra e buscar melhorias ou alternativas a determinadas etapas do processo. Pode ser, por exemplo, que o problema esteja no pagamento.

4. Ticket Médio

Métrica mais que necessária para a avaliação do desempenho do seu e-commerce, o Ticket Médio é fundamental para definir metas de vendas mensal e outras estratégias. Esse dado, além de revelar a média do valor de compra de um cliente na sua loja virtual, vai ser primordial para definir objetivos de crescimento de vendas e outras questões.

5. Taxa de Rejeição

Essa métrica também é indicada para avaliar o desempenho do seu e-commerce. Por meio dela, é possível determinar quantos usuários visitaram sua loja e não interagiram com nenhum botão de ação. Várias questões podem explicar essa total falta de interação – desde de situações relacionadas à usabilidade do site, preços altos e até mesmo produtos com descrições ruins.

O Google Analytics pode ser o canal para mensurar o indicador de rejeição ou não do seu e-commerce. A análise pode ser feita diariamente ou toda semana. É possível saber quais são as páginas mais e menos acessadas do site.

6. ROI e ROAS

Dois indicadores fundamentais que devem fazer parte dos trabalhos no e-commerce é o Return Over Investment (ROI) e o Return On Advertising Spend (ROAS). O que eles significam? Vamos lá:

ROI: diz respeito ao retorno sobre o investimento. Esse índice considera a relação entre o valor de venda, custo do produto vendido e gastos em marketing (equipe, mídia e ferramentas). Por meio dele,  é possível determinar se a empresa está indo bem ou se gera prejuízos. Trata-se de um dado importante para definir metas e estratégias mais assertivas.

O ROI é o resultado da receita obtida dividida pelo investimento. É fundamental ter esse número sob seu controle.

ROAS: está relacionado ao retorno sobre investimento com anúncios. Em resumo, revela quanto os gastos em mídia patrocinada estão gerando vendas efetivas (leia-se Facebook Ads, Google AdwordsAds, Instagram Ads e LinkedIn Ads). Por meio desse dado, a equipe de marketing pode avaliar as campanhas que deram certo e as que geraram prejuízo.

Para calcular o ROAS, basta aplicar a seguinte fórmula:

ROAS = receita obtida pelas mídias pagas dividida pelo investimento nas mídias pagas

Tenha sempre esses dados em mãos!

7. Custo por Clique (CPC)

Outra métrica importante para medir o desempenho do seu e-commerce é o Custo por Clique (CPC). Por meio desse índice, é possível mensurar o desempenho de anúncios cobrados por cada clique de usuários.

Importante: caso o seu CPC esteja muito alto e o retorno não é satisfatório, avalie a relevância do seu anúncio. É essencial saber se a página de destino e a palavra-chave estão de fato relacionadas ao tema.

Para calcular o CPC, deve-se levar em consideração o valor investido e a quantidade total de cliques:

CPC = custo total de cliques dividido pelo número total de cliques

8. Custo por Aquisição (CPA)

Outra métrica interessante para a análise do desempenho do seu e-commerce é o Custo por Aquisição (CPA). Por meio desse índice, você determina quanto teve que investir para obter o resultado esperado. O ideal é que quanto menor for o custo por aquisição, maior seja o resultado sobre o investimento.

Para obter o CPA, use a seguinte fórmula:

CPA = valor investido dividido pelo número de vendas

9. Avalie o número de sessões do site

Métrica fundamental para medir o desempenho do seu e-commerce. Ao falar de sessões, que podem vir de pesquisa paga, orgânica, mídias sociais e e-mail no momento que o usuário digita a URL no buscador ou a partir da referência de outro site, estamos nos referindo a ações que os consumidores adotam na sua loja virtual.

Como é calculado o número de sessões:

  • Usuário ficou inativo por 30 minutos sem interagir com nenhuma página: a sessão é finalizada
  • Usuário saiu do site e voltou depois de 30 minutos: ele realizou 2 sessões
  • Usuário saiu e voltou ainda dentro dos 30 minutos: a sessão continua a mesma
  • Caso o usuário continue navegando por mais de 30 minutos, a sessão continua a mesma

10. SKUs

Uma métrica essencial para garantir a gestão de produtos no seu e-commerce. SKU, que vem da sigla em inglês “Stock Keeping Unit”, na tradução para o português significa “Unidade de Armazenamento” ou “Unidade de Controle do Estoque”.

Esse código identificador de produtos para o seu e-commerce facilita a organização, ajuda a identificar e encontrar mercadorias na loja, permite o controle do fluxo e até facilita o cadastro de novas mercadorias.

Manter um número elevado de SKUs é essencial para garantir a indexação e a navegação no site. Aposte nisso.

Determine os seus KPIs

Agora que você tem uma ideia geral das principais métricas usadas para avaliar o desempenho do seu e-commerce, que tal escolher as mais importantes para determinar a evolução e garantir a sustentabilidade do seu negócio?

O próximo passo é determinar os KPIs (Key Performance Indicator). Tratam-se dos  indicadores-chave de performance do seu negócio. Em outras palavras, os que vão determinar o êxito do seu empreendimento.

Para determinar os KPIs, basta observar quais das métricas que agem diretamente na sua lucratividade e consequentemente no seu sucesso. Se você promove para seu e-commerce uma campanha de AdwordsGoogle Ads, por exemplo, essa ação terá os seus próprios KPIs (Taxa de Conversão e Custo por Clique, entre outras).

Para fechar, uma última dica: observar com estratégia as métricas do seu e-commerce será fundamental para o futuro do seu negócio. Essa análise vai garantir as melhores decisões e garantir o crescimento da sua loja virtual. O mercado está favorável e você precisa fazer a sua parte. Bom trabalho e muito sucesso em 2022!

Esperamos que esse post tenha ajudado você a entender quais são as métricas mais importantes para acompanhar no seu e-commerce. Para mais artigos e mais estratégias para se destacar com o marketing digital, continue acompanhando o blog da Betminds!

E se você precisa de ajuda para desenvolver estratégias para sua empresa e melhorar suas vendas, fale com a gente!

Acompanhe a Betminds nas redes sociais: curta a página no Facebook, siga no Instagram.

Últimos conteúdos

ver mais conteúdos

Ações de marketing para Black Friday: 10 dicas para faturar bem

Separamos 10 ações de marketing para Black Friday para você pôr em prática no seu e-commerce.

22/9/2022

Estratégias de growth hacking para e-commerce

Esses processos giram em torno de um ciclo que se repete o número de vezes necessário para um projeto atingir os números desejados

26/9/2022

5G no e-commerce e nas relações de consumo do varejo

A nova tecnologia promete impactar uma série de outros setores da economia, interligando serviços e dispositivos e tornando as cidades mais inteligentes

20/9/2022