E-commerce

Pix Parcelado: conheça essa solução

Se você pretende fazer bons negócios no seu e-commerce em 2022, precisa disponibilizar o Pix Parcelado aos seus clientes. Cada vez mais popular, o Pix conquistou o consumidor brasileiro.

A novidade, lançada por algumas instituições financeiras recentemente, pega carona no boom dessa modalidade de pagamento, que não para de bater recordes no país – no dia 6 de abril deste ano, por exemplo, atingiu o surpreendente feito de 59,9 milhões de transações, totalizando R$ 34,9 bilhões em transferências realizadas em um único dia. 

Cada vez mais popular, o Pix conquistou o consumidor brasileiro e promete ser a principal forma de pagamento em 2022. De acordo com dados do Banco Central, referentes ao quarto trimestre do ano passado, o número de transações feitas por essa modalidade superou as que foram realizadas por meio de cartões de crédito e de débito. Na prática, foram 3,9 bilhões de transações (20,61%) contra 3,8 bilhões feitas com as outras duas formas de pagamento (20,28% por cartão de débito e 19,73% por cartão de crédito). Isso significa um crescimento de 34% em relação ao terceiro trimestre de 2021. 

Por essas e outras razões, o Pix Parcelado pode se tornar uma boa pedida para conseguir crédito e descontos atrativos no comércio eletrônico. Na prática, trata-se de uma solução interessante e promissora para fortalecer as vendas nas lojas virtuais.

Apesar do Banco Central não ter ainda lançado oficialmente o Pix Garantido, ele já se tornou realidade em organizações como o Santander. No caso do banco, o cliente tem a possibilidade de dividir o valor em até 24 vezes, com débitos mensais automáticos e juros a partir de 2,09% mensais. 

Outras grandes empresas, como o Banco do Brasil e o Itaú, ainda não aderiram à modalidade do Pix Parcelado. Já no Picpay e no Digio (banco digital do Bradesco), o usuário pode converter o saldo disponível no cartão de crédito para usar essa modalidade de pagamento.

Vantagens e cuidados com o Pix parcelado

De acordo com especialistas em economia, o Pix Parcelado deve ser utilizado com cuidado para evitar o endividamento. Um diferencial que pode fazer toda a diferença é conseguir algum tipo de desconto na compra usando a modalidade de pagamento.

Isso significa que, com a redução oferecida, o parcelamento via Pix pode ser vantajoso. Aí que se esconde uma curiosa oportunidade ao comércio eletrônico: investir em promoções e descontos vantajosos a quem optar por essa modalidade de pagamento.

Estudiosos do mercado financeiro também alertam para os juros e impactos das parcelas na conta corrente, que, diante da falta de saldo, podem levar ao uso do cheque especial e às altas taxas cobradas nessa modalidade. Em outras palavras, é preciso ter as contas na ponta do lápis.

Para fugir das dívidas indesejadas, os estudiosos lembram do efeito psicológico das operações de crédito, sejam elas por Pix, cartão ou cheque especial, que  passam, para muitas pessoas, a sensação de que esse limite é uma renda disponível para gastos. Essa associação é errada e pode ser muito prejudicial à sua saúde financeira. Fique atento!

Pix Parcelado como oportunidade para vendas

No caso dos e-commerces, a aposta no Pix Parcelado como modalidade de pagamento pode potencializar as vendas. A Addi, por exemplo, empresa de tecnologia que oferece serviços digitais na América Latina, já disponibiliza essa opção.

Pela Addi, os consumidores podem adquirir, por meio dessa modalidade de pagamento,  produtos em lojas físicas, virtuais e na rede de parceiros da instituição. Para efetivar a sua compra, o cliente precisa apenas ter uma chave Pix e utilizar o WhatsApp. O parcelamento oferecido é em 1+ 3x sem juros. Uma boa pedida para quem quer incrementar negócios ainda no primeiro semestre de 2022. 

Quem já oferece o Pix Parcelado

Santander

Disponível desde março aos clientes do banco, o Santander oferece a possibilidade do parcelamento de valores a partir de R$ 100 em até 24 vezes. A taxa de juros é a partir de 2,09% ao mês, de acordo com o perfil de crédito do correntista.

Mercado Pago

O Pix Parcelado é oferecido também desde março pelo Mercado Pago. O cliente pode parcelar em até 12 vezes e a taxa de juros é a partir de 2,5% ao mês. 

PicPay

No PicPay, o parcelamento oferecido aos clientes é via cartão de crédito registrado na instituição. Os valores podem ser parcelados em até 12 vezes com uma taxa de juros mensal de 3,99%. 

PagBank/PagSeguro

Os lojistas que aderiram às máquinas Moderninha Smart ou Moderninha X , do  PagBank/PagSeguro, podem oferecer a modalidade de pagamento por boleto ou Pix Parcelado. A funcionalidade foi batizada como “buy now pay later” (na tradução para o português,  “compre agora e pague depois”). A instituição informa que as taxas de juros variam de acordo com o perfil de crédito do cliente.

O seu planejamento estratégico para 2022 deve incluir as boas vantagens do Pix Parcelado entre as suas opções de pagamento. Avalie as possibilidades e busque diferenciais para atrair os consumidores para a sua loja virtual. O incremento nas vendas é garantido!

Esperamos que esse post tenha ajudado você a entender a importância de adotar a estratégia do Pix Parcelado como forma de pagamento na sua loja virtual.  Para mais artigos e mais estratégias para se destacar com o marketing digital, continue acompanhando o blog da Betminds!

E se você precisa de ajuda para desenvolver estratégias para a sua empresa e melhorar as suas vendas, fale com a gente!

Acompanhe a Betminds nas redes sociais: curta a página no Facebook, siga no Instagram.

Até a próxima matéria :) 

Últimos conteúdos

ver mais conteúdos

Ações de marketing para Black Friday: 10 dicas para faturar bem

Separamos 10 ações de marketing para Black Friday para você pôr em prática no seu e-commerce.

22/9/2022

Estratégias de growth hacking para e-commerce

Esses processos giram em torno de um ciclo que se repete o número de vezes necessário para um projeto atingir os números desejados

26/9/2022

5G no e-commerce e nas relações de consumo do varejo

A nova tecnologia promete impactar uma série de outros setores da economia, interligando serviços e dispositivos e tornando as cidades mais inteligentes

20/9/2022