Dados do mercado

PIX deve igualar cartões em 40% dos pagamentos até 2026.

De acordo com pesquisa da Ebanx, o Pix avança e rivaliza com cartões no comércio eletrônico. Descubra detalhes sobre essa evolução digital!

Navegue pelo texto

O setor de e-commerce no Brasil está presenciando uma transformação significativa nos métodos de pagamento. Um estudo realizado pela Ebanx projeta que o Pix, o sistema de pagamentos instantâneos do Brasil, está se encaminhando para empatar com os cartões de crédito em termos de popularidade no comércio digital até 2026.

Crescimento Impressionante do Pix

Lançado em 2020, o Pix teve um impacto notável no e-commerce. Em 2023, ele já representava 29% de todos os pagamentos online no Brasil, um aumento expressivo em comparação com os anos anteriores.

A Ebanx prevê que até 2026, o Pix ocupará 40% do mercado de pagamentos, enquanto a participação dos cartões de crédito deverá cair para 42%. Este crescimento é atribuído à sua adoção massiva pelos consumidores, com oito em cada dez pessoas optando pelo Pix em suas primeiras compras online.

Diminuição do Espaço para o Boleto e Cartões de Crédito

Antes dominado pelo boleto, o espaço para pagamentos online viu uma mudança significativa com a entrada do Pix. Paralelamente, os cartões de crédito também perderam terreno.

Em 2020, 56% das primeiras compras online eram feitas com cartão, número que caiu para 4% em 2023. Isso indica uma preferência crescente dos consumidores pelo Pix em detrimento de métodos tradicionais.

Pix no Cenário Global

De acordo com dados da ACI Worldwide, em 2022, o Pix representava 15% dos pagamentos instantâneos em todo o mundo, destacando o Brasil e a Índia (com seu sistema UPI) como líderes globais em transações instantâneas.

Crescimento Contínuo dos Cartões

Apesar da ascensão do Pix, o uso de cartões de crédito e débito continua crescendo no Brasil. A emissão de cartões aumentou 130% nos últimos quatro anos, com o crédito mantendo-se como o principal meio de pagamento para compras online em 2023. Curiosamente, o cartão de débito, embora mais comum entre os brasileiros, foi escolhido em apenas 2% das transações online.

Prevalência de Cartões em Mercados Emergentes

Em mercados emergentes sem sistemas de pagamentos instantâneos, o débito emerge como a principal via de crescimento para pagamentos digitais. Países como Peru, Chile e México adicionaram 25 milhões de clientes às bases de empresas de pagamentos digitais desde 2020.

No Brasil, 97% dos vendedores online aceitam cartões, uma média superior à observada em outros mercados emergentes.

Tendência das Bandeiras de Cartão Locais

O estudo da Ebanx também sinaliza um crescimento acelerado de bandeiras de cartão locais em mercados emergentes. No Brasil, a bandeira Elo é um exemplo de forte presença no débito, buscando ampliar sua atuação no crédito e em outros produtos relacionados a pagamentos.

Conclusão

A paisagem dos pagamentos online no Brasil está em constante evolução, com o Pix ganhando terreno rapidamente e se posicionando para competir diretamente com os cartões de crédito. Enquanto o débito se destaca em outros mercados emergentes, no Brasil, o Pix e os cartões de crédito dominam o cenário de e-commerce.

Essa transformação reflete uma mudança nos hábitos de consumo e abre novas possibilidades para o setor de pagamentos digitais no país.

E se você precisa de ajuda para desenvolver estratégias para a sua empresa e melhorar as suas vendas, fale com a gente!

Acompanhe também a Betminds nas redes sociais: nos siga no linkedin, no tiktok e no Instagram.

Últimos conteúdos

ver mais conteúdos

Dia dos Namorados de 2024: Vendas Online Crescem 23%

O Dia dos Namorados de 2024 se mostrou um marco significativo para o e-commerce brasileiro, registrando um aumento expressivo de 23% nas vendas online comparado ao ano anterior.

20/6/2024

Live shopping: saiba como realizar vendas ao vivo

Neste episódio do Digital Commerce, conversamos com a responsável pelo e-commerce da PatBO, case sucesso mundial de live commerce.

18/6/2024

Como construir a confiança da marca 

A confiança é uma parte fundamental da natureza humana, e isso se reflete no comportamento dos consumidores. Saiba mais!

13/6/2024