Remarketing: tudo o que você precisa saber e exemplos

Com certeza você já ouviu falar de diversas maneiras de fazer marketing digital: inbound marketing, marketing de conteúdo, marketing nas redes sociais, nutrição de leads etc. Entretanto, há uma estratégia que muitas vezes não é mencionada e que, entretanto, é bastante importante do ponto de vista de vendas. É o remarketing.

Então, neste post vamos falar sobre o que é remarketing, como funciona, como fazer uma campanha de remarketing, quais são os benefícios, como integrar remarketing e inbound e ainda alguns exemplos desse tipo de estratégia. Boa leitura!

O que é remarketing?

Remarketing é uma estratégia de marketing digital em que são exibidos anúncios e conteúdos para usuários que já se mostraram interessados nas soluções de uma empresa. O intuito é aumentar a conversão e as vendas.

Ou seja, o remarketing nada mais é aquilo que ocorre quando você passa a ser “perseguido” por anúncios de produtos e serviços que esteve procurando. E, embora pareça chato às vezes, essa estratégia ajuda a melhorar os resultados em vendas.

Isso porque a maior parte das pessoas acabam não comprando um produto na primeira pesquisa sobre o assunto. É neste momento que o remarketing entra em cena, para que o anúncio de uma solução passe a ser mostrado para aquele usuário que fez a pesquisa, aumentando as chances de que ele converta.

Leia mais: GRUPOS NO FACEBOOK: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA UTILIZAR ESSA ESTRATÉGIA E AUMENTAR AS SUAS VENDAS

Como funciona?

O remarketing é uma estratégia usada nas plataformas que já costumamos usar para marketing digital, como Google Ads, Facebook Ads, Instagram Ads, LinkedIn Ads, Twitter Ads, TikTok Ads, AdRoll, FetchBack etc., sendo possível também integrar com ferramentas de e-mail.

É uma abordagem bem personalizada, pois se baseia em cookies (informações armazenadas dos acessos que os usuários fazem) e retém dados e, dessa forma, permitem ver que sites parceiros das plataformas aceitam anúncios segmentados (conhecidos como rede de display) ou mesmo nas páginas de resultados dos mecanismos de busca (rede de pesquisa).

Assim, surgem diversas possibilidades de interagir com o usuário, oferecendo os produtos/serviços buscados em determinado período (o que pode variar conforme as configurações usadas na campanha) para os usuários.

Leia mais: ESTRATÉGIAS DE SUCESSO PARA EXPLODIR AS LIVES DO INSTAGRAM

Como criar uma campanha de remarketing?

Embora haja diversas ferramentas para criar campanhas de remarketing, todas elas possuem basicamente as mesmas formas de de remarketing:

  •  Remarketing de display ou para usuários que já visitaram um website.
  •  Remarketing de reprodução de vídeos do YouTube.
  •  Remarketing dinâmico para aqueles que abandonaram um carrinho e/ou visitaram um determinado produto.
  •  Remarketing para determinadas palavras-chave.
  •  Remarketing para impactar público-alvo semelhante aos que já interagiram no passado.

Em geral, para fazer as campanhas, você primeiramente vai ter que selecionar o tipo de audiência para o grupo de anúncios que quer criar. Depois de selecionar o público, você poderá criar seus anúncios com base em diferentes objetivos. Exemplos:

  • Para aumentar o número de atualizações ou compras em um app entre usuários que já fizeram o download.
  • Para fechar as vendas de pessoas que estavam prontas para comprar mas desistiram por alguma razão.
  • Para promover produtos entre pessoas que já se inscreveram anteriormente a uma newsletter.
  • Para promover seu produto ou serviço entre as pessoas que já visitaram o seu site.

No caso de pessoas que visitaram seu site, você pode criar campanhas de remarketing para:

  • Usuários que adicionaram ou excluíram produtos do carrinho.
  • Usuários que aplicaram cupons de desconto.
  • Usuários que visitaram determinados detalhes do catálogo de produtos.

Leia mais: O IMPACTO DO MERCADO DE INFLUENCIADORES DIGITAIS NO CONSUMO E NO MERCADO EM GERAL

Quais são os benefícios?

O principal objetivo do remarketing é aumentar as conversões, e ele faz isso partindo do pressuposto de que a maioria das pessoas não faz compras logo na primeira busca por um produto/serviço.

De acordo com informações do Google Ads, somente 3% dos visitantes de um e-commerce fazem conversão imediata. E o número costuma ser ainda menor para vendas complexas, como aquelas que exigem a solicitação de orçamento.

Assim, o remarketing possibilita que o consumidor tenha mais contato com sua marca por meio dos anúncios. Assim, ele vai lembrar da sua oferta constantemente, o que aumentará as chances de fechar negócio com você em vez da concorrência.

Além disso, há outras vantagens, como as elencadas pelo relatório de personalização de Marketing da AgilOne:

  • 58% das pessoas gostam de receber e-mails notificando que os produtos que elas visitaram no site entraram em liquidação.
  • 51% afirmaram gostar de e-mails personalizados e de tratamento VIP.
  • 41% dos adultos entre 25 e 34 anos apreciam os e-mails sobre abandono de carrinho de compra.

Já uma pesquisa do MIT afirma que as chances de reengajar com um lead caem em 10% se o follow up for feito mais de uma hora após a primeira interação no site.

Leia mais: TIKTOK ADS: O QUE É E COMO USAR

Como aliar remarketing e inbound marketing?

Aqui no blog, gostamos de reforçar a importância do inbound marketing e, por isso, vamos falar como você pode aliar essas duas estratégias.

Ao longo do texto, falamos em remarketing para a divulgação de produtos/serviços, mas você também pode criar anúncios de remarketing para a divulgação de conteúdos que você criou.

Com isso, você interage mais com seu público-alvo e estimula-o a visitar continuamente seu blog ou site, criando novas oportunidades de oferecer seu produto/solução para ele e avançando-o na jornada de compra.

Além disso, o remarketing também pode ser uma ferramenta importante para a geração de leads, sendo uma alternativa para aumentar o número de clientes e fechar mais vendas. Sendo uma estratégia altamente personalização e segmentada, ela tende a trazer resultados impactantes, ajudando a gerar valor para sua audiência.

Leia mais: YOUTUBERS: 8 DICAS PARA BOMBAR SEU CANAL

Exemplos

Meliá

Um exemplo de bom uso de anúncios de Remarketing no Facebook Ads é da rede internacional de hotéis Meliá. A rede usa anúncios dinâmicos em seu remarketing. Esses anúncios permitiram que a Meliá exibisse propriedades específicas relevantes para pessoas ao redor do mundo que navegaram no site da Meliá, ajudando a obter resultados como um retorno 6,7 vezes maior sobre o gasto com publicidade e um custo geral por reserva 79% menor.

Toni’s Pizzeria

Mas não são apenas grandes marcas que podem se beneficiar de remarketing. Uma pequena pizzaria no Reino Unido, a Toni’s Pizzeria, usou os anúncios do Google e remarketing para melhorar a classificação de pesquisa para termos relacionados à marca, obter mais clientes pedindo pizza diretamente no site da pizzaria, transformar clientes ocasionais em clientes regulares, entendendo suas necessidades, e alcançar mais clientes em potencial com um gasto mínimo em publicidade.

Como resultado, a pizzaria teve aumento de pedidos online diretos para 70% da receita total em apenas três anos, aumento das visitas relacionadas ao nome da marca para 60% de todos os cliques em 3 anos e 1.387,96% de retorno sobre o gasto com publicidade em 2019.

Foto: Freepik.com

Esperamos que este post tenha ajudado você a entender o que é remarketing. Para mais conteúdos sobre o assunto e mais estratégias para se destacar com marketing digital, continue acompanhando o blog da Betminds!

E se você precisa de ajuda para desenvolver estratégias para sua empresa e melhorar suas vendas, fale com a gente!

SAIBA MAIS

👉 Youtubers: 8 dicas para bombar seu canal

 👉Como transformar a audiência do seu Canal do Youtube em clientes recorrentes

👉 Tudo o que você precisa saber sobre Inbound Marketing

Acompanhe a Betminds nas redes sociais: curta a página no Facebook, siga no Instagram.

Compartilhar:
Tk Santos

Tk Santos

Sócia e CMO na Agência Betminds, formada em Publicidade e Propaganda, MBA em Transformações Digitais com mais de 6 anos de experiência em Marketing e Produção de Conteúdo Digital.

Deixe uma resposta