Dados do mercado

Como estará o mundo em 2030 e quais serão as macrotendências?

Confira os principais insights do estudo da Fiesp sobre as 8 tendências mundiais para o início da próxima década.

Navegue pelo texto

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) realizaram um estudo sobre as macrotendências mundiais para o final desta década.

São 8 tendências. Vamos conhecê-las, ver seus principais detalhes e entender como o Brasil pode aproveitar as oportunidades. Acompanhe!

Macrotendências mundiais para 2030

1. Maior demanda por alimentos

Devido ao crescimento populacional e aumento da renda per capita.

Para o agronegócio, isso significa investimentos em bio e nanotecnologia; automação, robótica e digitalização do campo; e agricultura de precisão.

A água também é uma preocupação. Haverá investimento maciço em dessalinização e técnicas de saneamento para reutilização da água. A indústria 4.0 também será importante para reduzir o desperdício na coleta e distribuição.

O aumento da validade dos alimentos e a mudança do perfil de consumo é outra tendência.

O Brasil se destaca na produção de alimentos no mundo. Mas o País ainda pode evoluir tecnologicamente para atender a todas essas demandas.

2. Aumento da demanda por energia

A geração de energia renovável está no cerne das discussões. Energia eólica, fotovoltaica, hidrelétrica e de biomassa, por exemplo.

Por outro lado,os combustíveis fósseis se mantêm relevantes nos próximos anos, com grande extração de petróleo e gás. A energia nuclear segue forte em certas regiões, como a Europa.

A modernização do sistema de distribuição (smart grids) e de armazenamento (baterias e outras formas de estocagem) de energia também exigirão grandes investimentos.

Novamente, o Brasil aparece como potência mundial nesta área, tanto em energias limpas quanto na produção de petróleo, gás e etanol. Porém, as energias solar e eólica ainda são subutilizadas no País.

3. Entretenimento e turismo

O crescimento da renda e o aumento da produtividade por meio de novas tecnologias proporcionaram às pessoas mais tempo de lazer. Isso trará uma demanda maior por infraestrutura de turismo e da economia criativa.

O Brasil tem muito para se desenvolver em áreas como publicidade, arquitetura, design, moda e setores ligados à cultura e mídias.

4. Mudança no padrão de produção

A eficiência energética e a diminuição da emissão de poluentes se tornarão cada vez mais importantes. O crescimento econômico mundial aumentará a demanda por energia, fazendo com que seja necessário aliar o aumento da eficiência e o equilíbrio ambiental com uma produção industrial mais limpa.

Como vimos, o Brasil tem potencial gigantesco para liderar a transição energética para fontes limpas e tecnologias menos poluentes, inclusive hidrogênio verde.

5. Urbanização

Principalmente em regiões mais pobres, como leste e sul asiáticos e África subsaariana, a urbanização deve crescer fortemente. Até 2030, estima-se que a população mundial aumente em 1,35 bilhão, com um total de mais 1,29 bilhão nas cidades.

As smart cities são a tendência para lidar com esse crescimento e as demandas por ele geradas nos sistemas de transporte, energia, prevenção de acidentes, saneamento, água etc.

A maioria da população brasileira vive nas cidades. No entanto, temos uma característica única: isso se concentra em cidades médias. Isso traz grandes oportunidades para o uso da tecnologia para a organização urbana, sobretudo do trânsito.

Os investimentos em mobilidade, porém, devem crescer. Isso vale tanto para o sistema rodoviário quanto ferroviário.

6. Infraestrutura

Estados Unidos e Europa sofrem com a obsolescência de suas ferrovias e portos. Enquanto isso, a América Latina precisa não só modernizar sua infraestrutura como também expandi-la para poder competir em nível global.

Sendo assim, a modernização dos setores de transporte (ferrovias, hidrovias e rodovias), energia (distribuição inteligente) e telecomunicações (5G e banda larga) é fundamental para o futuro a curto prazo.

No Brasil, os investimentos em infraestrutura tem tudo para ser o principal impulsionador do crescimento a curto e médio prazos do País, até porque encontram-se, hoje, muito obsoletas e deficitárias.

Para isso, porém, é necessário investir nas tecnologias da indústria 4.0. A ideia é garantir o armazenamento, processamento e comunicação de dados, interconectando os setores produtivos.

7. Envelhecimento

A população mundial vem envelhecendo, e isso já não é um fenômeno observado apenas nos países ricos. Chegaremos a mais de 830 milhões de idosos em 2030, o que corresponde a 7,8% da população mundial.

O Brasil também enfrenta esse desafio. Em 2030, mais de 11% da população brasileira deve ser de idosos.

Com o avanço da Medicina, mais pessoas viverão até a faixa dos 100 anos de idade. Soma-se a isso o fato de as famílias terem menos filhos. O resultado é a transformação demográfica mundial e a necessidade de investimentos pesados em tudo o que cerca o cuidado com a saúde (farmacêutica, equipamentos médico-hospitalares etc.).

No Brasil, a população idosa apresenta, na média, maior renda do que os jovens. Além disso, nosso povo envelhece a um ritmo superior à média mundial.

8. Tensões geopolíticas

As turbulências políticas e econômicas colocam o planeta sob alerta. Nas Américas, na Europa, na África e na Ásia existem focos de tensão que podem escalar, colocando em risco a segurança nacional e impulsionando ainda a defesa da.

A questão é que isso também pode gerar a escassez de recursos (de água petróleo) e agravar crises econômicas. A tendência é um aumento nos gastos militares.

O Brasil precisa desenvolver sua indústria de defesa, inclusive a de cibersegurança.

-

Já se sentiu inspirado pelo "Digital Commerce - O Podcast"? 🎙️

Chegou a hora de elevar a experiência a outro nível! No dia 10 de outubro, a partir das 14h, no Teatro Paiol em Curitiba, vamos comemorar 1 ano do Digital Commerce - O Podcast em um evento presencial recheado de muito aprendizado e networking. Isso mesmo...

Transformamos nossas conversas em um evento ao vivo, onde profissionais renomados se reúnem para um debate descontraído e profundamente informativo sobre o que está quente no mundo do e-commerce.

Demais, não é mesmo? Então não fique de fora, clique aqui para conferir a programação e garantir sua vaga agora mesmo.

Vagas limitadas**

Acompanhe a Betminds nas redes sociais: curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram.

Últimos conteúdos

ver mais conteúdos

VTEX Vision Spring '24: Confira todas as novidades da plataforma

Neste ano, a empresa revelou uma série de novidades focadas em AI, novas soluções de produto, e melhorias significativas na plataforma. Vamos conferir?

24/5/2024

Certificação de patentes também é necessário para garantir segurança digital de e-commerces

Repetição de domínios sem suporte legal pode tirar sites do ar e impedir vendas na internet

24/5/2024

A profissão que poderá gerar 90 mil vagas de emprego por ano no Brasil e não é do setor de tecnologia!

Professor da Strong Business School prevê alta demanda de profissionais nos próximos anos. Saiba mais!

21/5/2024