Dados do mercado

E-commerce teve um papel de destaque nas vendas do Dia dos Namorados

As pequenas e médias empresas (PMEs) tiveram faturamento 17% maior em relação ao ano anterior

Mês de junho chega ao fim e é hora de fazer o balanço das vendas do Dia dos Namorados, uma das datas mais importantes do varejo brasileiro e que ganha ainda mais importância após dois anos de pandemia. E os resultados foram bastante positivos, sobretudo para o e-commerce.

Segundo dados da Nuvemshop, houve um aumento de 12% no ticket médio no comércio eletrônico brasileiro. Somente as pequenas e médias empresas (PMEs) tiveram faturamento 17% maior em relação ao ano anterior, registrando um gasto médio de quase R$ 250. Em alguns estados, o resultado foi ainda melhor: Minas Gerais, por exemplo, registrou aumento de 30%.

Esses resultados mostram como, aos poucos, o varejo vem se recuperando da crise da pandemia e, principalmente no e-commerce, as vendas seguem aquecidas e podem se beneficiar ainda mais de datas especiais.

Segmentos que mais venderam

Como toda data temática, o Dia dos Namorados costuma movimentar mais alguns setores do que outros. Como era de se esperar, os segmentos que lideraram as vendas nessa época do ano foram o de moda, acessórios e saúde e beleza.

Ainda considerando os dados da Nuvemshop sobre as PMEs do varejo eletrônico, os estados que lideraram os gastos foram São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Meios de pagamento

O cartão de crédito segue soberano nas vendas online. Quase 53% das compras foram feitas com esse meio de pagamento no período analisado. O Pix segue crescendo na preferência dos consumidores e foi responsável por uma em cada cinco vendas (20%). Para se ter uma ideia, em 2021, essa foi a forma de pagamento escolhida por apenas 5% dos consumidores.

Expectativas

Considerando todo o varejo, e não apenas as pequenas e médias empresas, ainda esperamos o balanço final. Dados da Neotrust compilados no início do mês de junho mostravam uma expectatvia de faturamento para o e-commerce brasileiro na ordem de R$ 6.7 bilhões.

Se o ticket médio nas PMEs foi de quase R$ 250, o levantamento mostra que, em 20022, o gasto médio dos consumidores deve chegar na casa dos R$ 469. 

Ao se confirmarem essas tendências, os resultados seriam excelentes. Vale lembrar que, de acordo com a mesma Neotrust. o varejo digital havia faturado R$ 6,5 bilhões no Dia das Namorados de 2021 - o que já representava um aumento de mais de 3% em relação a 2020.

E se você precisa de ajuda para desenvolver estratégias para o seu e-commerce, melhorar as suas vendas e aumentar o seu ROAS, fale com a gente! Acompanhe também a Betminds nas redes sociais: nós siga no linkedin e no Instagram.

Últimos conteúdos

ver mais conteúdos

Ações de marketing para Black Friday: 10 dicas para faturar bem

Separamos 10 ações de marketing para Black Friday para você pôr em prática no seu e-commerce.

22/9/2022

Estratégias de growth hacking para e-commerce

Esses processos giram em torno de um ciclo que se repete o número de vezes necessário para um projeto atingir os números desejados

26/9/2022

5G no e-commerce e nas relações de consumo do varejo

A nova tecnologia promete impactar uma série de outros setores da economia, interligando serviços e dispositivos e tornando as cidades mais inteligentes

20/9/2022