Dados do mercado

Dia das Crianças deve movimentar R$ 8,13 bilhões no varejo

2021 foi marcado pelo início da retomada do comércio, o que resultou em um boom de vendas. A expectativa para 2022 é que o Dia das Crianças movimente mais de R$ 8 bilhões.

Navegue pelo texto

A pandemia definitivamente ficou para trás no varejo brasileiro. Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a expectativa para 2022 é que o Dia das Crianças movimente mais de R$ 8 bilhões.

Embora isso represente uma leve queda de pouco mais de 3% em relação ao resultado de 2021, o número é considerado positivo pelo segmento. Afinal, o ano passado foi marcado pelo início da retomada após a fase mais crítica da pandemia, o que resultou em um boom das vendas.

Vale lembrar que o Dia das Crianças é a terceira data mais importante para o comércio varejista do Brasil, apenas movimentando menos que Natal e Dia das Mães.

Com o fluxo de consumidores normalizado, as vendas em outubro devem alcançar patamares bastante satisfatórios.

Em setembro, o fluxo de compradores era 5% maior do que no período pré-pandemia (fevereiro de 2020). Para se ter uma ideia, no ano passado, às vésperas do Dia das Crianças, esse indicador estava mais de 6% abaixo do registrado antes do início do período pandêmico.

Ou seja, não será de se espantar se as expectativas para 2022 forem, na verdade, superadas.

Mas a data não representa ganhos apenas para o setor de brinquedos. De fato, os segmentos de vestuário e calçados devem ser os mais movimentados em 2022. Espera-se que eles correspondam a 29% do volume projetado. Eletrônicos e brinquedos vêm na sequência, com 27%.

Como é de se esperar, o estado de São Paulo deve liderar o volume movimentado no Dia das Crianças de 2022. Segundo a CNC, os paulistas devem gastar R$ 2,6 bilhões, bem à frente de mineiros (R$ 826,5 milhões), gaúchos (R$ 741,1 milhões) e cariocas (R$ 702,7 milhões). Aliás, juntos, esses estados devem registar cerca de 60% das movimentações.

Do ponto de vista do consumidor, é importante atentar-se aos preços. Devido ao aumento do IPCA-15, um dos principais indicadores da inflação, o preço de bens e serviços relacionados ao Dia das Crianças pode subir mais de 8%. Seria o maior reajuste desde 2016.

E entre os produtos que mais devem subir em 2022 estão justamente os brinquedos, com acréscimo de mais de 20%. O setor de calçados também terá alta, com alta de 17,6% no preço dos tênis e 15% dos sapatos infantis. Por outro lado, para alegria dos gamers, os videogames devem ficar 1,3% mais baratos.

Precisa de estratégias para o seu e-commerce? Venha bater um papo com a gente!

E para mais artigos, cases e estratégias para se destacar com o seu comércio eletrônico, continue acompanhando o blog da Betminds e se inscreva no The Future Of E-commerce, a newsletter com conteúdos todas as segundas, terças e quintas direto no seu e-mail!

Acompanhe também a Betminds nas redes sociais: nós siga no linkedin e no Instagram.

Últimos conteúdos

ver mais conteúdos

Black Friday Vapza: Um mês de faturamento em um dia

No dia da Black Friday, a marca teve um aumento de 464% na receita e 686% na conversão comparado ao ano anterior

6/12/2022

E-commerce: resultados da Black Friday 2022

Confira como foram os resultados da Black Friday 2022 e quais as categorias e produtos cresceram suas vendas.

5/12/2022

E-commerce: vendas globais devem aumentar em 15% com as festas de fim de ano

A expectativa é que o e-commerce aumente as vendas de fim de ano em até 15%.

5/12/2022