Dados do mercado

‘Click to pay’ chega ao Brasil para simplificar compras on-line

A tecnologia se assemelha ao pagamento por aproximação nas compras físicas, reduzindo as etapas necessária para concluir uma compra no e-commerce

Navegue pelo texto

Previsto para chegar aos consumidores brasileiros nos próximos meses, o método de pagamento "Click to Pay" representa um avanço significativo no processo de compras online. A tecnologia, desenvolvida para simplificar transações digitais, está sendo implementada pela Abecs, associação do setor de pagamentos eletrônicos. O início da fase piloto ocorreu no site de venda de ingressos Ingresse.

O "Click to Pay" oferece uma experiência semelhante ao pagamento por aproximação, comum em compras físicas, mas otimizado para o ambiente virtual. Este sistema permite que informações pessoais do cliente, como nome, CPF e endereço, sejam preenchidas automaticamente, utilizando os dados já vinculados à bandeira do cartão de crédito. Durante a finalização da compra, o consumidor apenas precisa confirmar seu e-mail e passar por uma autenticação em dois fatores, escolhendo o cartão desejado para a transação.

Este novo método estará disponível nas opções de pagamento dos sites, ao lado de outras alternativas como Pix, boleto e cartões de crédito e débito. A grande vantagem é a dispensa do preenchimento manual de dados do cartão, como número, data de validade e código de segurança, já que essas informações estarão armazenadas de forma segura e criptografada no sistema do Click to Pay.

De acordo com Nuno Lopes Alves, conselheiro da Abecs, o Click to Pay visa diminuir a taxa de abandono de carrinhos de compras online, proporcionando uma experiência mais ágil e segura para os consumidores, ao mesmo tempo em que beneficia os lojistas com a conversão de mais vendas e redução de tentativas de fraude.

A Abecs destaca que, com a implementação do Click to Pay, lojistas não precisam armazenar dados sensíveis dos clientes, aliviando as responsabilidades e custos relacionados à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Além disso, clientes que não desejarem ter seus dados salvos no Click to Pay terão a opção de sair do serviço, assim como podem desabilitar a função de pagamento por aproximação nos cartões físicos.

Inicialmente, a tecnologia estará disponível apenas para compras no crédito, mas a expectativa é que se expanda para incluir cartões de débito ao longo do ano. A Abecs estima que 60% dos brasileiros não possuem cartão de crédito, o que indica um potencial significativo para a adoção dessa nova modalidade de pagamento. Embora uma data exata para o funcionamento completo do Click to Pay ainda não tenha sido definida, a Abecs assegura que o sistema estará operacional em algum momento de 2024.

Pagamento com cartões movimenta R$ 3,73 trilhões em 2023

No ano de 2023, o setor de pagamentos com cartões no Brasil registrou números expressivos, conforme divulgado pela Abecs. As transações realizadas com cartões de crédito, débito e pré-pagos alcançaram um total de R$ 3,73 trilhões, marcando um crescimento de 10,1% em comparação com o ano anterior.

O cartão de crédito continua sendo o método preferido entre os brasileiros, com um volume de transações de R$ 2,4 trilhões. Esse valor representa um aumento de 12,1% em relação a 2022. Já o débito teve um desempenho mais modesto, com uma ligeira queda de 0,1%, movimentando R$ 1 trilhão. Por outro lado, o cartão pré-pago mostrou um avanço significativo, com um crescimento de 34,1%, alcançando R$ 321,2 bilhões em transações.

No total, foram registradas 42,2 bilhões de transações em 2023, um aumento anual de 13%. Deste total, mais de 17 bilhões de operações foram realizadas por meio de pagamento por aproximação. Esta modalidade já se tornou a mais utilizada em transações presenciais, representando 54,7% do total. Para se ter uma ideia, em 2021, essa participação era de apenas 23,9%.

No ambiente online, os pagamentos com cartões totalizaram R$ 830 bilhões no ano passado, um aumento de 13,2% em relação ao ano anterior.

Quando se trata de transações internacionais, houve um crescimento de 38,4%, movimentando US$ 13,2 bilhões. Esse volume superou os números do período pré-pandemia e, se comparado a 2019, o crescimento foi de 13,3%.

Os destinos mais populares para os gastos dos brasileiros no exterior com cartões foram a Europa, com R$ 29,5 bilhões (38,5%), e os Estados Unidos, com R$ 24,9 bilhões (22%). Esses dois locais representaram juntos 82% do total de gastos com cartões no exterior.

E se você precisa de ajuda para desenvolver estratégias para a sua empresa e melhorar as suas vendas, fale com a gente!

Acompanhe também a Betminds nas redes sociais: nos siga no linkedin, no tiktok e no Instagram.

Últimos conteúdos

ver mais conteúdos

Dia dos Namorados de 2024: Vendas Online Crescem 23%

O Dia dos Namorados de 2024 se mostrou um marco significativo para o e-commerce brasileiro, registrando um aumento expressivo de 23% nas vendas online comparado ao ano anterior.

20/6/2024

Live shopping: saiba como realizar vendas ao vivo

Neste episódio do Digital Commerce, conversamos com a responsável pelo e-commerce da PatBO, case sucesso mundial de live commerce.

18/6/2024

Como construir a confiança da marca 

A confiança é uma parte fundamental da natureza humana, e isso se reflete no comportamento dos consumidores. Saiba mais!

13/6/2024