Dados do mercado

Brasil é um dos países mais fiéis ao e-commerce no mundo, diz YouGov

Mais da metade dos brasileiros (55,1%) dizem que preferem comprar coisas on-line a ir a uma loja física, bem acima da média de qualquer região do mundo

Navegue pelo texto

Entre 2019 e 2022, o valor de bens e serviços trocados on-line no Brasil totalizou R$ 450 bilhões, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC). O valor é mais do que o dobro do registrado no período de 2016 a 2019, quando foi de apenas R$ 178,07 bilhões. O crescimento, é claro, é parcialmente explicado pela pandemia da COVID-19 e pela mudança radical no comportamento do consumidor, mas também tem a ver com o fato de que os brasileiros simplesmente adoram o comércio eletrônico.

Segundo dados da YouGov, multinacional especializada em pesquisa de mercado on-line, 55,1% dos adultos do país dizem que preferem comprar coisas on-line em vez de em lojas físicas. A porcentagem está substancialmente acima da média geral da América Latina, que é de apenas 35,1%. Mas o caso de amor do Brasil com o comércio eletrônico também se destaca no cenário global: em média, apenas 40,1% dos entrevistados em todo o mundo dizem que preferem fazer compras on-line, um número estatisticamente inferior ao do Brasil.

“De fato, o Brasil está entre os países que mais valorizam o comércio on-line. Em uma análise regional, nenhuma área geográfica tem uma porcentagem média maior do que os 55,1% do país sul-americano. E em uma comparação por país, nem mesmo mercados como Turquia, Tailândia, Índia e Indonésia, onde mais da metade das pessoas prefere o comércio on-line, superam o Brasil. Somente os consumidores da China têm mais apreço pelo comércio eletrônico (59,6% no gigante asiático dizem que preferem fazer compras on-line em vez de lojas físicas) do que os brasileiros”, analisa David Eastman, diretor-geral e comercial da YouGov na América Latina.

Brasileiros se dizem especialistas em encontrar descontos e pechinchas on-line

Eastman acrescenta, com base nos dados da ferramenta YouGov Global Profiles, que os brasileiros também se destacam da média global e da maioria das regiões do mundo por outras atitudes em relação ao comércio eletrônico. “Por exemplo, quatro em cada 10 consumidores do país estão convencidos de que são especialistas em encontrar descontos e pechinchas on-line, em comparação com apenas 37,6% dos consumidores globais. Além dos entrevistados na África do Sul e no restante da América Latina, os consumidores desse país também são os mais propensos a querer que todas as lojas e marcas tenham um aplicativo para facilitar as compras on-line”, diz.

Eles até parecem mais abertos do que a maioria dos consumidores globais a tecnologias que poderiam melhorar as experiências de comércio eletrônico: 52% dos brasileiros acreditam que a Realidade Aumentada tornará as compras on-line muito mais divertidas, uma porcentagem que só é menor do que a da África do Sul. E, no geral, quase sete em cada dez brasileiros estão convencidos de que o comércio eletrônico facilita a vida, um número estatisticamente maior do que a média global.

Obviamente, isso não significa que todas as interações dos consumidores brasileiros com o varejo sejam on-line, ou que eles usem mais todas as ferramentas digitais para pesquisar, analisar e comprar produtos. “Por exemplo, de modo geral, os brasileiros são estatisticamente menos propensos (em comparação com a média global) a usar plataformas digitais para ver o que está disponível no mercado. Também é mais raro, em comparação com o consumidor médio internacional, que um cliente brasileiro veja algo on-line e depois o compre em uma loja física”, explica.

Mas os brasileiros são estatisticamente muito mais propensos a usar um aplicativo para comprar um produto que gostaram on-line: 31,4% dos brasileiros fazem isso, em comparação com apenas 21,5% da população global em geral. Os brasileiros também são muito mais propensos a usar esses aplicativos para comprar um produto em uma loja física. Isso mostra que a população do país também tem uma afeição por compras omnicanal.

Eles também têm categorias favoritas para o comércio eletrônico. Em comparação com a média global, os brasileiros são estatisticamente mais propensos a comprar produtos financeiros, eletrodomésticos, TVs e computadores (e seus acessórios) por meio de portais on-line.

Em contraste, os brasileiros têm muito menos probabilidade do que a média global de optarem por usar portais on-line para comprar malas, jogos ou brinquedos, produtos de beleza e cuidados pessoais, bricolagem e roupas e calçados on-line. “Essas diferenças em relação à média global são especialmente importantes para as marcas com presença internacional que desejam promover seus produtos para os brasileiros e estão pensando que sua estratégia global também se aplica ao mercado local”, finaliza Eastman.


Metodologia

YouGov Global Profiles é um banco de dados consistente globalmente com mais de 1.000 perguntas em 48 mercados. As informações são baseadas na coleta contínua de dados entre adultos maiores de 16 anos na China e maiores de 18 anos em outros mercados. Os tamanhos de amostra para YouGov Global Profiles flutuam ao longo do tempo, mas o tamanho mínimo de cada amostra é sempre de cerca de 1.000. Os dados para cada mercado usam amostras nacionalmente representativas fora da Índia e dos Emirados Árabes Unidos, que usam amostras representativas da população urbana, e China, Egito, Hong Kong, Indonésia, Malásia, Marrocos, Filipinas, África do Sul, Taiwan, Tailândia, e Vietnã, que usam amostras representativas da população online.

Fonte: Assessoria de Imprensa da YouGov

Já se sentiu inspirado pelo "Digital Commerce - O Podcast"? 🎙️

Chegou a hora de elevar a experiência a outro nível! No dia 10 de outubro, a partir das 14h, no Teatro Paiol em Curitiba, vamos comemorar 1 ano do Digital Commerce - O Podcast em um evento presencial recheado de muito aprendizado e networking. Isso mesmo...

Transformamos nossas conversas em um evento ao vivo, onde profissionais renomados se reúnem para um debate descontraído e profundamente informativo sobre o que está quente no mundo do e-commerce.

Demais, não é mesmo? Então não fique de fora, clique aqui para conferir a programação e garantir sua vaga agora mesmo.

Vagas limitadas**

E se você precisa de ajuda para desenvolver estratégias para a sua empresa e melhorar as suas vendas, fale com a gente!

Acompanhe a Betminds nas redes sociais: curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram.

Últimos conteúdos

ver mais conteúdos

VTEX Vision Spring '24: Confira todas as novidades da plataforma

Neste ano, a empresa revelou uma série de novidades focadas em AI, novas soluções de produto, e melhorias significativas na plataforma. Vamos conferir?

24/5/2024

Certificação de patentes também é necessário para garantir segurança digital de e-commerces

Repetição de domínios sem suporte legal pode tirar sites do ar e impedir vendas na internet

24/5/2024

A profissão que poderá gerar 90 mil vagas de emprego por ano no Brasil e não é do setor de tecnologia!

Professor da Strong Business School prevê alta demanda de profissionais nos próximos anos. Saiba mais!

21/5/2024