Dados do mercado

73% das lojas virtuais no Brasil são familiares, segundo pesquisa

Além disso, o estudo apontou um aumento significativo de 17% no número de lojas virtuais em comparação ao ano anterior, totalizando mais de 1,9 milhão de lojas. Confira!

Navegue pelo texto

Uma recente pesquisa conduzida pela BigDataCorp, uma empresa especializada em dados, revelou informações cruciais sobre o cenário do e-commerce no Brasil em 2024. Com base em uma análise abrangente de mais de 23 milhões de sites nacionais, o estudo oferece insights sobre a evolução e as características predominantes das lojas virtuais brasileiras.

Crescimento e Democracia no E-commerce Brasileiro

O estudo apontou um aumento significativo de 17% no número de lojas virtuais em comparação ao ano anterior, totalizando mais de 1,9 milhão de lojas. De acordo com Thoran Rodrigues, CEO da BigDataCorp, este crescimento sinaliza a contínua alta do comércio eletrônico no Brasil, destacando a conveniência, segurança e diversidade oferecida aos consumidores.

Rodrigues observa que o e-commerce está se tornando cada vez mais democrático, abrangendo diversos públicos e regiões do país.

Foco nas Pequenas Empresas e Famílias

Notavelmente, houve um aumento expressivo nas empresas de pequeno porte, com faturamento anual de até R$ 5 milhões, enquanto empresas com faturamentos mais altos agora representam apenas 2,7% do total.

A pesquisa também revelou que 73,5% dos e-commerces são gerenciados por famílias, e 86% deles têm menos de 10 funcionários. Além disso, 45,7% das lojas são empresas individuais, operadas exclusivamente pelo empreendedor.

Mudanças nos Canais de Venda e Presença em Marketplaces

Outra tendência notada foi a redução na integração com lojas físicas, onde a proporção de e-commerces com lojas físicas caiu para 16,5%, contra 19% em 2022. Em contrapartida, o envolvimento com marketplaces aumentou significativamente, com um crescimento de 61% nos últimos dois anos.

Isso resultou em 23,8% dos e-commerces estando presentes em pelo menos um marketplace, indicando a eficácia e importância crescente dessas plataformas para o comércio eletrônico.

Variedade e Preço dos Produtos Oferecidos

A pesquisa também destacou que a maioria dos e-commerces (72,3%) oferece produtos e serviços com preços inferiores a R$ 100. Por outro lado, houve uma diminuição nos itens com valores acima de R$ 1 mil, de 20,5% para 15% entre 2022 e 2023. Além disso, 68,4% das lojas virtuais dispõem de até 10 produtos diferentes em seus catálogos.

Presença nas Mídias Sociais

No aspecto das mídias sociais, cerca de 75,6% das lojas online marcam presença nessas plataformas. O Facebook continua sendo a rede mais utilizada pelos e-commerces.

No entanto, o TikTok tem ganhado espaço de forma acelerada, aumentando sua presença de 1,2% em 2021 para 14% em 2024.

Conclusão

Esta pesquisa ilustra uma imagem otimista do e-commerce no Brasil, com pequenas empresas familiares ganhando destaque. Além disso, a mudança na integração com lojas físicas e a crescente relevância dos marketplaces refletem a adaptação e resiliência do setor em um contexto pós-pandemia.

À medida que o comércio eletrônico continua a se expandir, ele se estabelece como uma plataforma fundamental para atender às necessidades variadas de um espectro amplo de consumidores.

Como sua empresa está se adaptando às mudanças nos hábitos de compra online dos consumidores? E se você precisa de ajuda para desenvolver estratégias para a sua empresa e melhorar as suas vendas, fale com a gente!

Acompanhe também a Betminds nas redes sociais: nos siga no linkedin, no tiktok e no Instagram.

Últimos conteúdos

ver mais conteúdos

Dia dos Namorados de 2024: Vendas Online Crescem 23%

O Dia dos Namorados de 2024 se mostrou um marco significativo para o e-commerce brasileiro, registrando um aumento expressivo de 23% nas vendas online comparado ao ano anterior.

20/6/2024

Live shopping: saiba como realizar vendas ao vivo

Neste episódio do Digital Commerce, conversamos com a responsável pelo e-commerce da PatBO, case sucesso mundial de live commerce.

18/6/2024

Como construir a confiança da marca 

A confiança é uma parte fundamental da natureza humana, e isso se reflete no comportamento dos consumidores. Saiba mais!

13/6/2024