Dados do mercado

59% dos consumidores preferem experimentar as peças do que confiar em modelos exibidos nas lojas

O estudo mostra que, apesar do aumento das vendas de roupas online, ainda existem barreiras significativas. A maior delas é a incerteza em relação ao tamanho e ao caimento das peças.

Navegue pelo texto

Um estudo realizado pela empresa brasileira de tecnologia de moda Doris, especializada em inteligência artificial generativa, revela importantes insights sobre as preferências dos consumidores ao comprar roupas online. A pesquisa, que foi feita em parceria com a plataforma de human analytics MindMiners, entrevistou 500 pessoas de diferentes gêneros, classes sociais e regiões do Brasil entre os dias 28 de novembro e 4 de dezembro de 2023.

O estudo mostra que, apesar do aumento das vendas de roupas online, ainda existem barreiras significativas. A maior delas é a incerteza em relação ao tamanho e ao caimento das peças.

Segundo os dados, 59% dos consumidores que compram roupas pela internet preferem experimentar as peças pessoalmente em vez de confiar nos modelos exibidos nos sites. Apenas 18% das pessoas confiam nas indicações de tamanhos fornecidas pelas lojas online, enquanto 52% optam por comprar somente em lojas já conhecidas.

Além disso, a diversidade de modelos exibidos nas fotos dos sites de e-commerce também impacta na decisão de compra. Cerca de 19% dos entrevistados não se sentem representados pelos modelos mostrados, e 33% gostam de experimentar as peças antes de comprá-las, apesar de já terem feito compras sem prová-las.

Marcos de Moraes, CEO e fundador da Doris, destaca a importância de compreender que pessoas com o mesmo tamanho e peso podem ter formas corporais diferentes. “Temos uma variedade de pessoas procurando a mesma peça que muitas vezes pode não ser ideal para o corpo delas”, explica. A tecnologia da Doris busca oferecer uma experiência de compra mais personalizada, permitindo que os consumidores experimentem as roupas virtualmente com uma precisão próxima de 100%.

A pesquisa também identificou que 40% dos consumidores veem a moda como uma forma de expressar seu estilo e posicionamento pessoal, e 27% acreditam que uma boa experiência de compra online deve ser intuitiva, rápida e transparente.

Em relação ao tamanho das roupas, 46% dos entrevistados consideram a certeza sobre o tamanho como o fator decisivo para realizar uma compra online. O CPO da Doris, Pedro Serafim, explica como a plataforma ajuda nesse aspecto: “O cliente acessa a plataforma, sem necessidade de baixar aplicativos, e seleciona duas fotos. A partir dessas imagens, identificamos as medidas da pessoa e permitimos que ela visualize a roupa em seu corpo por meio da IA Generativa."

As compras de vestuário online também ultrapassaram as lojas físicas, sendo a preferência de 35% das pessoas. A maioria das transações (52%) ocorre via smartphone, com valores variando entre R$ 100 e R$ 300.

Em conclusão, a pesquisa da Doris aponta para a crescente relevância da experiência de compra personalizada no e-commerce de vestuário, destacando o papel crucial da tecnologia na superação de barreiras e na satisfação das necessidades dos consumidores.

E se você precisa de ajuda para desenvolver estratégias para a sua empresa e melhorar as suas vendas, fale com a gente!

Acompanhe também a Betminds nas redes sociais: nos siga no linkedin, no tiktok e no Instagram.

Últimos conteúdos

ver mais conteúdos

Dia dos Namorados de 2024: Vendas Online Crescem 23%

O Dia dos Namorados de 2024 se mostrou um marco significativo para o e-commerce brasileiro, registrando um aumento expressivo de 23% nas vendas online comparado ao ano anterior.

20/6/2024

Live shopping: saiba como realizar vendas ao vivo

Neste episódio do Digital Commerce, conversamos com a responsável pelo e-commerce da PatBO, case sucesso mundial de live commerce.

18/6/2024

Como construir a confiança da marca 

A confiança é uma parte fundamental da natureza humana, e isso se reflete no comportamento dos consumidores. Saiba mais!

13/6/2024